Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas da Cidade dos Leões

Um Blog que começou por ser um diário e que cresceu para algo mais. Por aqui os temas vão do desenvolvimento pessoal ao bem estar sempre com dicas e reflexões a propor. Sê bem vindo e se te agrada: segue! :)

Crónicas da Cidade dos Leões

Um Blog que começou por ser um diário e que cresceu para algo mais. Por aqui os temas vão do desenvolvimento pessoal ao bem estar sempre com dicas e reflexões a propor. Sê bem vindo e se te agrada: segue! :)

Dom | 28.07.19

Tira um Tempo para Ti!

Nala

Quando vim morar sozinha para a Cidade dos Leões percebi algo muito importante sobre mim mesma: apesar de tudo aquilo em que eu acreditava tinha um medo danado de estar sozinha. 

Nunca fiquei ansiosa mas, por vezes, sentia-me receosa. No entanto nunca deixei de ir onde bem me apetecia e conhecer tudo aquilo que havia a conhecer.

Reconheço que nem sempre é fácil sentar-se sozinho a almoçar e que a primeira coisa que temos tendência a fazer é pegar no telemóvel, esse engenho mágico que nos permite estar conectados 24 horas por dia. 

Mas, e se fizesses um esforço para apreciar a tua própria companhia? Pode ser assustador mas a experiência que advém do facto de sabermos estar sozinhos é enorme. Asseguro-te que é enriquecedor estarmos realmente conectados a nós mesmos. 

Não te sugiro que faças uma viagem à volta do Mundo sozinho, ou que te mudes para uma cidade estrangeira onde não conheces absolutamente ninguém. Isso não é para todos e eu sou a primeira a admiti-lo.  

Mas, e se simplesmente saísses para dar um passeio num parque perto de casa ou beber um café sozinho. Ou se tirasses o dia para ti e conduzisses até à tua praia preferida? Ou fosses finalmente ao cinema ver aquele filme que te interessa tanto mas que não consegues convencer ninguém a acompanhar-te?

Pode fazer alguma confusão no início, especialmente quando é uma experiência que nunca tiveste antes. E serão muitas as "vozinhas más" que se vão ouvir dentro da cabeça a tentar convencer-te de que é tudo um absurdo e que o melhor a fazer é largar tudo e voltar para casa, para a tua zona de conforto. 

Mas se resistires, se aguentares o desafio a que te propuseste e nem pensares no telemóvel vais sentir-te mais confortável aos poucos. E quando deres por ti estarás tão ligada a ti própria e a tudo o que te rodeia que vai apetecer-te estar a sós mais vezes. 

E os teus sentidos estarão mais despertos a cada nova aventura e chegarás ao ponto de reparares em coisas nas quais nunca tinhas reparado: à tua volta ou dentro de ti própria. 

IMG_20170614_211523.jpg

(Este texto foi escrito num café no Porto, num dia que tirei para mim mesma aquando das férias de Verão) 

Segue agora também as Crónicas no Instagram! 

 

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.