Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Crónicas da Cidade dos Leões

Um blog que adora partilhar dicas e reflexões sobre lifestyle, descobertas e organização. Sejam Bem Vindos!

Crónicas da Cidade dos Leões

Um blog que adora partilhar dicas e reflexões sobre lifestyle, descobertas e organização. Sejam Bem Vindos!

Planificação: Sim ou Não?

Muito se fala e escreve sobre organização e estabelecimento de objetivos. Que para termos uma vida mais cheia e interessante é preciso planificar tudo e mais alguma coisa. Mas será que é mesmo assim?! 

Esta reflexão saiu diretamente de uma longa discussão (no bom sentido do termo, claro) cá em casa e achei que seria um excelente tema para acabar este mês de Setembro, numa altura em que as rotinas já estão estabelecidas e as nossas boas intenções do regresso ao trabalho já um pouco esquecidas. 

Em primeiro lugar gostaria de deixar bem claro que sou sim a favor da planificação pois, tal como tão bem o diz Lewis Carroll em "Alice no País das Maravilhas", "se não sabe para onde vai qualquer caminho serve". Aliás já vos falei aqui no blogue do método "Bullet Journal" que uso para a minha organização pessoal. 

No entanto acho que a planificação completa como o "santo graal" do sucesso garantido não nos deixa espaço acolher as  surpresas boas e más da vida para além de que se pode tornar altamente culpabilizante. 

É importante sim olhar para o objetivo com vontade de o agarrar mas se não aproveitarmos a viagem que sabor terá a chegada à meta? Para além de que querer controlar o tempo pode ser extremamente frustrante já que imprevistos acontecem e, sejamos honestos, por mais que nos esforcemos cumprir listas de coisas a fazer de uma centena de itens todos os dias é humanamente impossível. 

A conclusão da nossa discussão cá em casa é que planificação sim mas com espaço para surpresas boas e más. E sem culpas já que a ideia do "podes ser o que quiseres" sempre e em todas as frentes é também ela pouco honesta... mas isso será tema de outra reflexão!

E por aí qual a vossa opinião sobre este assunto? 

Um grande beijinho e até ao próximo post!

renata-adrienn-ebvCsRypmxM-unsplash.jpg

Photo de Renáta-Adrienn sur Unsplash

 

Transportes públicos com crianças? Sim é possível!

Hoje em dia as razões para utilizarmos os transportes públicos são mais do que muitas. E quando são acessíveis os transportes públicos podem ser excelentes opções para o dia a dia de todos os membros da família.

Quando o nosso filho nasceu era óbvio que retomariamos a nossa rotina diária para os trajetos casa-trabalho em transportes públicos, sobretudo porque a creche do menino fica bastante perto do meu trabalho.

O carrinho de bebê pode entrar em alguns transportes mas o marsúpio pode ser uma solução mais vantajosa na maioria dos casos, pelo menos enquanto a criança for pequena.

As nossas viagens diárias são normalmente em família o que nos permite conversar calmamente já que estamos todos mais ou menos "frescos" e disponíveis uns para os outros, ainda sem o stress do dia de trabalho. 

O regresso a casa, pelo contrário, é o nosso momento de mãe e filho. Lemos livros, cantamos canções e ele aprende imensas coisas como cores, formatos, peças de vestuário e por aí fora. 

O facto de cruzarmos sempre as mesmas pessoas faz com que tenhamos a oportunidade de socializar e de conversar com pessoas diferentes daqueles de quem nos aproximariamos à primeira vista. E isso é enriquecedor para nós dois.  

Fazem-me muitas vezes a seguinte pergunta: "e para o menino não é muito difícil?". Sinceramente não! Sim, os Invernos são rigorosos e nesses dias tem de estar convenientemente vestido, e quando faz calor ando com o protector solar, água termal e água para beber dentro do saco mas é tudo uma questão de adaptação. Ele está habituado e acredito sinceramente que prefere estar ali connosco disponíveis do que de costas para ele a reclamar com o trânsito.

Também é certo que nem tudo é um mar de rosas e que os atrasos, as condições meteorológicas e a falta de civismo são desesperantes. Mas são raros os dias em que corre mal e a viagem é normalmente agradável para todos.

Também há os dias em que as condições são perfeitas e o miúdo está incomodado, chora ou faz birra. Nesses casos coração ao largo! É uma criança e tem direito a estar nos dias maus dele. O adulto que reclama ali perto também não está forçosamente num dia muito bom...

No entanto livros, brinquedos e até umas bolachas podem ser bastante úteis numa viagem de transportes públicos, sobretudo quando ela é grandinha...

No nosso caso estamos a 40 minutos de viagem com uma correspondência e não estamos perto de abandonar esta rotina.

Um grande beijinho e até ao próximo post!

bastien-nvs-0vA8bnRfnnY-unsplash.jpg

Photo de Bastien Nvs sur Unsplash

E se este Verão "desacelerassemos"?

Os nossos dias são pautados por uma velocidade desenfreada. 

Esse ritmo é, de certa forma, imposto pela era em que vivemos. Mas será que nós próprios não aceleraramos ainda mais do que o necessário?

Será que não nos habituámos a correr o tempo todo de forma a que nos sentimos uns incapazes se não podermos dizer "não tenho um minuto para mim?". 

Passo a contar-vos o episódio que deu origem a esta reflexão: 

Ao telefone uma pessoa muito próxima queixa-se do ritmo. Entre o trabalho e uma atividade extra que faz para ajudar a suportar algumas despesas da família ainda acompanha os dois filhos em atividades desportivas e artisticas. Os miúdos estão ocupados quase todos os dias da semana e aos fins de semana tem jogos e apresentações. Em determinadas alturas do ano, algumas dessas atividades ainda se sobrepõe com outras mais esporádicas. 

Diz-me ela: "Tenho mesmo de ver se acalmo. Eles aguentam mas eu tenho muita dificuldade em aguentar este ritmo". 

Ouvi o que me disse até ao fim e respondi que se calhar os miúdos também precisam de ir mais devagar. Para além de que se já lhes enchemos a agenda antes dos 10 anos nunca saberão parar. 

São indiscutiveis os benefícios tanto dos hobbies como das atividades desportivas seja para crianças ou para adultos. Mas estará correto deixarmos os miúdos gerirem agendas destas? E nós mesmo como é que, com uma agenda sempre tão cheia, poderemos ser surpreendidos pela própria vida e quem sabe descobrir novas ocupações e interesses? 

De uma forma geral, crianças e adultos, quantas destas atividades é que são realmente fontes de prazer e de resiliência e quantas delas são feitas porque alguém disse "que era bom para", por puro hábito ou simplesmente porque existe o medo de ser menos do que os outros se não se fizer no mínimo tanto quanto eles? Não seria melhor fazer menos mas tirar mais proveito do que se faz, garantindo também tempo para descansar, brincar, arrumar coisas ou simplesmente respirar?

Aproveitemos o Verão para refletir a tudo isto. Se acharmos que o que temos nos corresponde tanto melhor. Senão ainda vamos a tempo de refletir na organização da rentrée e podemos fazê-lo enquanto passeamos pelo campo, contemplamos o mar ou bebemos um copo numa esplanada. Há maneiras piores de desacelerar, não?

Um grande beijinho e até ao próximo post!

annie-spratt-t3IYuQZRDNE-unsplash.jpg

Photo de Annie Spratt sur Unsplash

 

Calendário do Advento da Nala #5

O advento é um tempo de preparação por excelência. Uma preparação alegre e motivada.

Preparação rima também com arrumação. E é isso que hoje vos convido a fazer. Arruma algo que não faças todos os dias mas que tenhas a certeza que te tornará melhor: a tua mala, o teu escritório, o cacifo do trabalho (mea culpa)... É sempre difícil de começar mas o resultado será seguramente agradável.

Boa Segunda feira

Imagem para as Redes Sociais a Vermelho e Dourado

 

5 Coisas a fazer neste Outono

Há medida que fui amadurecendo o Outono passou a ser a minha estação do ano preferida. As suas cores e cheiros característicos tão diferentes do alegre Verão e da melancolia do Inverno associada ao eterno recomeço do regresso às aulas tornam-no bastante especial aos meus olhos. 

E nesse sentimento de acolher e desfrutar desta época do ano como se deve criei os meus próprios rituais de Outono que repito com prazer todos os anos. 

E são eles que hoje vos trago para que nos inspire a aproveitar desta época mágica e de transição. 

- Decorar a casa com cores de Outono: A decoração de Outono é barata e de fácil acesso. Pinhas, castanhas, folhas de cores outonais... Tudo serve para trazer as suas cores para a nossa casa e a tornar ainda mais acolhedora. 

- Festejar o Halloween: Aqui em casa não perdemos uma oportunidade de festejar e o Halloween é mais uma ocasião divertida para passar um momento em família e amigos à volta da mesa, tanto. como nós gostamos.

- Apreciar as cores de Outono: Não há nada mais outonal e belo do que um passeio no campo e apreciar as cores das árvores.

- Cozinhar: O Outono é a altura propícia para fazer aquele bolo ao Domingo à tarde e desfruta-lo em família.

- Aproveitar as noites mais longas para desligar os ecrãs e aproveitar uma música ambiente ou um bom livro

 

E por aí quais são os vossos grandes prazeres de Outono?

Um grande beijinho e até ao próximo post. E sobretudo um Outono feliz 🍁

IMG_20221005_113135.jpg

Foto própria: Lapalisse, França - Outubro de 2022

Tempo de Rentrée

Aproveitar o tempo, respirar. Aproveitar aquele momento ali. Reencontrar-se.
Aceitar que nem tudo pode mudar ali e agora já mas ter a certeza de que irá ser melhor das próximas vezes.

Ser mais do que ter, estar mais do que nunca no aqui e no agora.

Este tempo de rentrée trás uma certa tendência à mudança, ao renascer da fénix depois dos dias quentes e regados de coisas boas.

Que este recomeço tragas novos e melhores objectivos e sobretudo melhores dias e novas cores e sabores.

Que seja um bom recomeço para todos.

istockphoto-578076216-612x612.jpg

 

Rentrée

Recomeços e Novos Objetivos

Já não passava por aqui há vários meses... entre todas as ocupações do dia a dia, a carga mental elevada e uma certa necessidade de fazer uma pausa no blogue nem vi o tempo passar. 

Mas nada como a rentrée para me dar vontade de recomeçar e de vir aqui apresentar-vos os meus objetivos para os meses que se seguirão. Como já vos devo ter dito o meu ano ainda é pautado em ritmo de "ano letivo" e por isso tenho tendência a "hibernar" no Verão e a reviver no Outono/Inverno.

Apresento-vos estas minhas metas com dois objetivos distintos: motivar-vos a recomeçar e a colocar-se em causa se tiverem vontade disso mas sobretudo o de me comprometer perante vocês a seguir a correr atrás deles. 

 

E são esses objetivos que hoje vos apresento e que servirão também de compromisso comigo mesma: 

- Aprender a ouvir mais e falar (bem) menos; 

- Melhorar ainda mais a minha apresentação (forma de estar, de vestir e de comportar); 

- Voltar mais assiduamente ao blogue e partilhar coisas boas e positivas (sempre com os pés bem assentes na terra, no entanto); 

- Decorar a minha casa nova e torná-la no verdadeiro "lar" da minha família; 

 

E por aí, quais os objetivos para esta rentrée que já cá está? 

Um grande beijinho e até ao próximo post (que espero que seja em breve)

ronnie-overgoor-EdKCckXXRCI-unsplash.jpg

Photo by Ronnie Overgoor on Unsplash

Não te esqueças de acompanhar as Crónicas da Cidade dos Leões no Instagram!

10 Boas Razões de Amar o Outono

O Outono ganhou, nos últimos anos, o título de "minha estação do ano preferida". 

Se é verdade que as estações quentes são mais alegres, que a chuva é incomodativa e tudo o mais, consigo encontrar mil coisas que amo nesta estação. 

Hoje deixo-vos aqui dez delas. Espero que vos inspire a apreciar ainda mais este período do ano. 

 

- O regresso dos dias mais frescos, mas não excessivamente frios; 

- As primeiras tardes acompanhadas por um bom livro, uma manta e uma bebida quente; 

- As cores que pintam as árvores; 

- O cheiro a tarte de abóbora e a castanhas assadas; 

- O som da chuva a cair lá fora; 

- O aconchego das roupas mais quentinhas; 

- O começo ou recomeço de algumas das nossas séries de eleição;

- A volta dos tons terrosos; 

- A desculpa perfeita para momentos tranquilos em casa; 

- O conforto de uma rotina já bem estabelecida depois do regresso de férias. 

 

E por aí, fãs do Outono ou nem por isso? O que gostam mais nesta estação? 

Beijinhos e até ao próximo post!

hugo-l-casanova-NF1aOiXwgsc-unsplash.jpgPhoto by Hugo L. Casanova on Unsplash

Não te esqueças de acompanhar as Crónicas da Cidade dos Leões no Instagram e no Facebook: há muita coisa a acontecer por lá.

Se por acaso o conteúdo deste texto te agradar não deixes de o partilhar com familiares e amigos.

Grande desafio de Rentrée

Setembro, já o disse muitas vezes, é para mim mês de recomeço. E este ano, associado ao "pequeno tsunami" que chegou à minha vida, é impossível não me colocar mais de quinhentas questões e refletir bastante sobre todas elas.

De todas as perguntas que me vêm ao espírito "Quem é que eu quero ser?" é das mais frequentes. Faço-a porque considero que só podemos dar a melhor versão de nós mesmos aos outros quando estamos bem na nossa pele. 

A esta questão a resposta que me ocorre imediatamente surpreendeu-me: "quero inspirar e educar pelo exemplo". E concordo com vocês se me disserem que é um objetivo muito ambicioso. 

O que me impede de ser esse exemplo que gostava de ser? O facto de aprender muito pouco com os meus próprios erros.

E é esse o desafio a que me proponho: preciso de mudar o meu próprio comportamento para ir de encontro àquilo que ambiciono. Afinal se fizer sempre a mesma coisa nada mudará... 

É um desejo que não vai ser fácil e vai exigir esforço e muita perseverança... especialmente porque é tão mais fácil queixar-me e não mudar nada. Mas valerá seguramente a pena e, confesso, motivação não me falta. 

E é este o grande desafio de rentrée que me lanço e o vosso qual será?

cristofer-maximilian-NSKP7Gwa_I0-unsplash.jpg

Não te esqueças de acompanhar as Crónicas da Cidade dos Leões no Instagram e no Facebook: há muita coisa a acontecer por lá.

Se por acaso o conteúdo deste texto te agradar não deixes de o partilhar com familiares e amigos.

10 Coisas a fazer em casa... quando está frio!

Não sei se é o caso em Portugal mas em França as temperaturas já estão bem Outonais, com muita chuva e algum frio. 

Apesar de gostar bastante do Outono e de estar em casa, este ano tenho tido alguma dificuldade em recuperar este hábito de passar os dias de descanso "na ronha" muito por causa do confinamento que vivemos entre Março e Maio. 

Independentemente disso, os dias caseiros vão seguramente chegar e é bem importante encontrarmos as atividades certas para que esses momentos sejam de verdadeiro prazer.

E assim vos trago as 10 coisas que, pessoalmente, mais gosto de fazer em casa quando está frio e uma ideia extra para realizar em família! 

 

Preparados? 

 

- Ler, ver filmes ou séries:

Esta aqui é provavelmente a opção mais comum já que, com a rentrée de Setembro chegam também as novas temporadas de séries e algumas novidades em matéria de livros e filmes. 

 

- Fazer listas, planos e estabelecer objetivos:

Enquanto corremos de um lado para o outro esquecemos muitas vezes de parar e compilar aquilo que é importante e de nos focarmos nisso e as listas são ótimas para isso. Os dias chuvosos podem ser a oportunidade de ouro para fazer esse balanço e de colocar esse método em prática. 

 

- Dar uma organizadela no armário das roupas, da bijuteria...-

Não é só na Primavera que se podem fazer arrumações e os dias chuvosos podem ser uma óptima opção para isso.

Leva contigo uma chavena de chá e escolhe um bom episódio de um podcast e aproveita para organizares o teu dressing e, quem sabe, organizar e fotografar os teus melhores looks de Outono/Inverno. Não só ficará tudo mais organizado como estarás safo/a nos dias em que precisas de estar ao top mas a imaginação não te ajuda. 

 

- Organizar uma tarde de "Spa em Casa":

Esta é uma das minhas atividades preferidas, especialmente quando o tempo está mau.

Fazer uma máscara de rosto, uma esfoliação de corpo e outros cuidados de higiene enquanto se houve uma excelente música e se queima uma velinha perfumada é uma excelente ocupação e o resultado será excelente no que a bom humor diz respeito. 

 

- Planear uma viagem de sonho, as próximas férias, as festividades que se aproximam...-

Chuva na rua significa mais tempo livre para sonhar e projetar coisas boas.

Por isso, e mesmo que este ano não seja o ideal para realizares aquela viagem de sonho, é sempre uma boa ideia programar e projetar aquilo que pretendemos realizar no futuro. E quanto mais realistas os planos melhor... 

 

- Fazer uma redecoração da casa:

Um objeto ligeiramente mudado de sitio pode dar à casa todo um ar de novo.

Por isso não deixes passar a oportunidade de fazer isso enquanto caí a chuva lá fora. Se fores dado aos projetos "do it yourself" e quiseres lançar-te na tua própria decoração tudo será ainda mais interessante. 

 

- Praticar uma atividade criativa: escrever, pintar, bordar...:

Com o confinamento foram muitos aqueles que descobriram um talento escondido.

Caso seja o teu caso, ou caso o teu hobbie criativo seja muito anterior a isso mas deixaste de ter tempo para o fazer, aproveita os dias frios para te dedicares a essa atividade.

Será bem mais produtivo do que reclamar do tempo o dia inteiro ou de passar o dia inteiro nas redes sociais. 

 

- Organizar um bullet journal-

Este método, sobre o qual já vos fiz um post aqui, é um ótimo passatempo para os dias de chuva. Seja ele mais ou menos criativo permitir-te-à organizar-te e será sem dúvida uma atividade lúdica e interessante. 

 

- Dormir uma sesta ou ficar a olhar a chuva cair lá fora:

Não fazer nada é bom. É nesses momentos que as melhores ideias surgem, que nos permitimos planear como se de sonhos se tratassem. Por isso aproveita os dias de chuva ou de muito frio e não faças rigorosamente nada durante um bom bocado. Neste Mundo de corrida onde vivemos será uma benção ter este tempo para ti. 

 

- Aprofundar uma área de interesse:

Nem sempre temos tempo para nos dedicarmos àquela área que tanto nos diz e isso pode mudar se decidirmos aproveitar os dias mais frios para isso.

Seja qual for a tua área de interesse dedica-te a ela e aproveita para saberes mais. Ficarás com certeza orgulhoso/a de ti mesmo e muito mais conhecedor desse tema que te diz tanto. 

 

- Atividades em Família: Como sabem sou fã do espírito hygge e umas coisas mais "hygge" é sem dúvidas esses momentos passados em família no conforto do lar.

Por isso tira da arca os velhos jogos de sociedade, as melhores receitas de bolo caseiro ou das vossas bolachas preferidas e metam mãos à obra todos juntos ou desfrutem juntos de um livro ou de um filme.

Estar juntos e em família é uma benção e não podemos garantir que esses momentos sejam eterno por isso desfrutemos deles ao máximo! 

casa.jpg

Photo by Tanya Trukyr on Unsplash

Não te esqueças de acompanhar as Crónicas da Cidade dos Leões no Instagram e no Facebook: há muita coisa a acontecer por lá.

Se por acaso o conteúdo deste texto te agradar não deixes de o partilhar com familiares e amigos.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub