Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Crónicas da Cidade dos Leões

Um blog que adora partilhar dicas e reflexões sobre lifestyle, descobertas e organização. Sejam Bem Vindos!

Crónicas da Cidade dos Leões

Um blog que adora partilhar dicas e reflexões sobre lifestyle, descobertas e organização. Sejam Bem Vindos!

Regressar a Casa

O final do dia, sobretudo agora que o tempo está mais frio e anoitece mais cedo, trás uma sensação de solidão e melancolia. E são sobretudo nestes dias que mais precisamos de conforto e de estarmos bem no nosso espaço. 

Feliz de quem tem uma casa para voltar e uma razão para desejar estar nela. Seja essa razão o abraço dos filhos, o carinho do companheiro, a ternura do pai ou da mãe ou de alguém que nos ame, nem que seja à distância de um telefone.

Feliz daquele que sente um prazer desmesurado a desfrutar daquele espaço, seja no barulho ou no silêncio, na desarrumação ou no conforto. Na mesa cheia ou na solidão escolhida. 

Por muito que o dia seja difícil, por muito que as tarefas se acumulem e que haja um segundo "emprego" ao chegar a casa enquanto encontrarmos nela o calor e aqueles rasgos de felicidade de que tanto precisamos, então já temos muito. 

E nem sempre nos damos conta disso...

becca-tapert-UaBIcWSS4FY-unsplash.jpgPhoto by Becca Tapert on Unsplash

Não te esqueças de acompanhar as Crónicas da Cidade dos Leões no Instagram e no Facebook: há muita coisa a acontecer por lá.

Se por acaso o conteúdo deste texto te agradar não deixes de o partilhar com familiares e amigos.

 

 

Paixão Jogos de Sociedade

Cá em casa estamos cada vez mais fãs de jogos de sociedade. Não temos uma grande coleção mas já dispomos de alguns jogos e, mesmo a dois, é uma ótima maneira de passar um serão tranquilo. 

Eles ajudam-nos a desenvolver valores como empatia, capacidade de negociação, estratégia e gestão de conflitos e, quando devidamente adaptados às idades, podem ser jogados e divertir juntos miúdos e graúdos. 

As opções no mercado são bastantes e há jogos para todos os gostos e estilos. Desde os mais manuais, como o Jenga, aos mais competitivos como o Monopoly ou aos que exigem mais reflexão como Cluedo ou Trivial Pursuit

Com o aproximar do tempo frio estes podem ser ótimas opções para nos distrair por casa e se os preços nem sempre são "convidativos" é um investimento a longo prazo e as horas de convivialidade que nos trazem são bastante rentáveis. 

E por aí, gostam de jogos de sociedade? Quais os vossos preferidos? 

Um grande beijinho e até ao próximo post!

justin-MCZ_5m7KWpc-unsplash.jpgPhoto by Justin on Unsplash

Não te esqueças de acompanhar as Crónicas da Cidade dos Leões no Instagram e no Facebook: há muita coisa a acontecer por lá.

Se por acaso o conteúdo deste texto te agradar não deixes de o partilhar com familiares e amigos.

10 Boas Razões de Amar o Outono

O Outono ganhou, nos últimos anos, o título de "minha estação do ano preferida". 

Se é verdade que as estações quentes são mais alegres, que a chuva é incomodativa e tudo o mais, consigo encontrar mil coisas que amo nesta estação. 

Hoje deixo-vos aqui dez delas. Espero que vos inspire a apreciar ainda mais este período do ano. 

 

- O regresso dos dias mais frescos, mas não excessivamente frios; 

- As primeiras tardes acompanhadas por um bom livro, uma manta e uma bebida quente; 

- As cores que pintam as árvores; 

- O cheiro a tarte de abóbora e a castanhas assadas; 

- O som da chuva a cair lá fora; 

- O aconchego das roupas mais quentinhas; 

- O começo ou recomeço de algumas das nossas séries de eleição;

- A volta dos tons terrosos; 

- A desculpa perfeita para momentos tranquilos em casa; 

- O conforto de uma rotina já bem estabelecida depois do regresso de férias. 

 

E por aí, fãs do Outono ou nem por isso? O que gostam mais nesta estação? 

Beijinhos e até ao próximo post!

hugo-l-casanova-NF1aOiXwgsc-unsplash.jpgPhoto by Hugo L. Casanova on Unsplash

Não te esqueças de acompanhar as Crónicas da Cidade dos Leões no Instagram e no Facebook: há muita coisa a acontecer por lá.

Se por acaso o conteúdo deste texto te agradar não deixes de o partilhar com familiares e amigos.

Rotina de fim de dia: 7 coisas que não podem faltar!

Hoje em dia o nosso tempo passa a voar, as horas são cheios de stress e com muitos picos de ansiedade. É por isso mesmo que voltar a casa tem sempre um sabor especial. 

Cá em casa estabelecemos involuntariamente uma rotina de final do dia. Essa rotina faz-nos bem, permite-nos baixar a pressão do trabalho e desfrutar de momentos calmos e de cumplicidade. 

São pequenos componentes de um ritual muito saboroso e ao qual damos muita importância. 

Sendo assim deixo-vos com 7 coisas que nos fazem bem e que pertencem à nossa rotina do final do dia. 

 

- Conversar sobre o dia que passou:

Uma das primeiras coisas que fazemos quando chegamos a casa é conversar sobre o dia que passou, desabafar, contar novidades...

Aquele momento serve-nos como uma espécie de "expiação" dos problemas profissionais e das fofocas entre colegas e permite passar a outra coisa: a nossa vida familiar que nos exige tanta atenção como o resto. 

 

- Tomar conta de si:

Por estar em contacto permanente com vírus, bactérias e outra bicharada o dia inteiro é-me completamente impensável não saltar para a banheira mal entro em casa. Por isso previligio esse momento que me permite repousar e mimar-me depois do trabalho. Se for dia de fazer desporto, que é normalmente dia sim dia não, faço o meu treino antes. 

Em contrapartida não visto imediatamente o pijama para não perder a motivação caso pretenda fazer outras coisas mais pessoais. 

 

- Preparar o Jantar:

Cá em casa as refeições são sagradas.

Damos muito valor ao que comemos e consideramos que o tempo e o dinheiro que gastamos a preparar as nossas refeições, com produtos básicos de qualidade, são investimentos que fazemos na nossa saúde e no nosso bem-estar. Por isso, com mais ou menos atenção, é uma tarefa da qual não nos escapamos. 

 

- Mesa sempre posta e velas acesas:

Faço muito gosto em ter uma mesa bem arranjada seja à Terça Feira ou ao Domingo, sejamos só os dois ou tenhamos visitas. 

Por isso nunca nos faltam pratos e copos a combinar e algumas velinhas para decorar. Não custa nada e sabe tão bem dar a devida atenção a esse momento de partilha e convívio. 

 

- Muita música e pouca televisão:

Raramente ligamos a televisão cá em casa e as nossas atividades do final de dia são acompanhados por música calma o que cria uma atmosfera mais descontraída e cosy e que pretende, mais uma vez, convidar ao diálogo.

 

- Média luz:

A partir do jantar, quando já acabamos todas as atividades do dia, colocamos a sala a média luz. 

Esta prática é importante para descontrairmos e repousarmos. 

Cá em casa temos um candeeiro de pé na sala mas existem outros sistemas que permitem de usufruir do mesmo efeito basta procurar. 

 

- Atividades a dois e atividades individuais:

Temos gostos muito parecidos numas coisas e muito diferentes noutras. Dependendo da nossa vontade dedicamos-nos a atividades em conjunto ou aos hobbies mais pessoais de cada um. 

Porque ter tempo para o casal é muito importante mas ter tempo para si também. Pessoalmente durante a semana prefiro livros a séries ou filmes. Não me dá sono tão depressa (o que é curioso) mas facilita a qualidade de sono quando me vou finalmente deitar. 

 

E vocês, quais são as coisas que não vos podem faltar no fim do dia? 

Um grande beijinho e até ao próximo post!

freestocks-pUvMN3j2kGc-unsplash.jpgPhoto by freestocks on Unsplash

Não te esqueças de acompanhar as Crónicas da Cidade dos Leões no Instagram e no Facebook: há muita coisa a acontecer por lá.

Se por acaso o conteúdo deste texto te agradar não deixes de o partilhar com familiares e amigos.

5 Presentes de Natal Self-Care

Post n.º 10 do Calendário do Advento da Nala

2020 está a ser um ano do caraças e, mais do que nunca, tomar conta de nós mesmos e daqueles que amamos é inprescindivel. 

É por isso que decidi trazer-vos cinco ideias de presentes de Natal que podem entrar nas nossas rotinas de self care e que me parecem boas ideias para um presente a nós mesmo ou a outra pessoa. 

Livros - Livros são sempre ótimas opções de presentes. Desde romances a livros de desenvolvimento pessoal quando oferecemos um livro a alguém oferecemos também a oportunidade de sonhar, imaginar, aprender e acreditar. Se isto nao é um presente com valor o que será?

 

Um objeto hygge - Já é a segunda vez que vos falo de hygge neste calendário do advento e isso acontece porque associo esse estilo de vida norte europeu ao Natal.

Oferecer alguma coisa a alguém que a faça sentir-se bem e confortável no seu interior é sempre uma boa ideia, especialmente porque são estas as primeiras coisas das quais abdicamos quando o nosso orçamento já é tão apertado para outras coisas.

Por isso velas, mantas, meias quentinhas, um poster... e todas as coisas que permitam passar um momento confortável são sempre boas ideias e não ocuparam espaço desnecessariamente. 

 

- Uma subscrição de uma plataforma, de uma aplicação de meditação ou de uma revista podem ser uma ótima opção de presente de Natal. Não é físico mas dará forçosamente prazer e ainda permite, tal como os livros, momentos de evasão e de investimento pessoal para o feliz contemplado. 

 

- Jogos de sociedade: Quantas tardes passamos, quando éramos mais novos, a jogar a jogos de sociedade e a deliciar-nos com eles? E esse hábito perdeu-se muito por causa da televisão e da internet. Portanto, e porque acho que bons momentos em família valem ouro, deixo-vos como sugestão voltarem aos jogos de sociedade. E há mesmo coisas incriveis.

 

- Vinho, bolachas, chás...: Este é o tipo de coisas que adoro oferecer e adoro receber. Provar coisas novas, que muitas vezes não compraria por não serem prioritárias, e que me oferecerão com certeza momentos deliciosos é, em minha opinião uma opçao sempre acertada. E todos os gulosos de plantão devem estar de acordo comigo. 

ben-white-vJz7tkHncFk-unsplash.jpgPhoto by Ben White on Unsplash

Não te esqueças de acompanhar as Crónicas da Cidade dos Leões no Instagram e no Facebook: há muita coisa a acontecer por lá.

Se por acaso o conteúdo deste texto te agradar não deixes de o partilhar com familiares e amigos.

5 coisas "fúteis" que tenho adorado fazer este Outono!

Ora cá estamos nós para mais um post. Desta vez venho falar-vos sobre as 5 coisinhas que tenho adorado fazer nos finais de dia neste Outono, especialmente agora que os dias já estão curtos e as noites cada vez mais frias.

Antes de abordar o tema gostaria, no entanto, de deixar um pequeno esclarecimento: Na passada terça feira publiquei um post sobre o uso de máscaras, desinfeção de mãos e controlo de ansiedade em contexto de pandemia e que me valeu todo o tipo de comentários desagradáveis, cheios de julgamentos e alguns deles mesmo de índole partidária.

Esses comentários foram eliminados não porque me contradizem, aliás existem vários comentários de desacordo com aquilo que escrevo ao longo do blog e que resultaram numa discussão saudável, mas simplesmente porque não admito juízos de valor e faltas de respeito nem na minha "vida real" nem no blog. 

Aqueles que viram o seu comentário eliminado e que se deram ao trabalho de voltar a publicar, horas mais tarde, com a frase "agora censuras os comentários?" tenho a frase perfeita para vos responder: "gente feliz não enche o saco"! Se eu me predisponho a receber críticas quando escrevo posts, quem os comenta também se predispõe a não ser respondido ou ignorado. São as regras do jogo atrás de um computador ou na verdadeira vida!

Quando escrevi aquele texto fí-lo com a responsabilidade e com o conhecimento que o meu papel de profissional de saúde, que está "por dentro" da realidade hospitalar e em contacto direto com pacientes infetados com COVID 19 desde Março, me conferem. E também da familiar ou amiga que se inquieta pelas pessoas que ama e que reconhece que informação a mais e material mal usado são uma combinação difícil de gerir. 

A todos aqueles que gentilmente me chamaram "fútil" (que é um elogio que recebo frequentemente nos comentários maldosos e que mais uma vez aquele post não foi exceção) dedico-vos este texto já que foram vocês que me inspiraram a fazê-lo.

 

E esclarecidos todos estes pontos vamos lá então para as cinco coisas "fúteis" que não dispenso no final destes dias de Outono, porque é desta futilidade que eu gosto! 

 

- Uma boa conversa: a primeira coisa que não dispenso nos finais do dia de Outono são boas conversas (aliás não dispenso em altura nenhuma do ano mas com o aproximar do final do ano elas tomam um caráter mais intimista) por isso entre o meu marido e as amigas tenho conversa que não acaba e ainda bem... 

 

- Livros e mantinhas: Se há coisa das quais não me consigo passar é de livros, da minha mantinha e, por vezes, de uma bebida quente no fim do dia. É tão bom que parece pecado... 

 

- Séries, filmes e programas de televisão que nos permitem sonhar: com ou sem a combinação mantinha estes aqui têm tudo para me fazer feliz... 

 

- Escutar o silêncio: se é bom estar ocupado também e bom não fazer nada, limitando-se a ouvir o silêncio e a apreciar o conforto de casa, o barulho da chuva e sentir-se grato por tudo.

 

- Preparar o Calendário do Advento da Nala 2020: O mês de Dezembro está a chegar e estou a preparar, juntamente com alguns convidados, os posts do calendário de Natal deste ano. Serão 25 posts que serão publicados entre os dias 1 e 25 de Dezembro.

Apesar de a árvore de Natal não estar feita os dias frios fazem-me entrar um bocadinho neste espírito e adoro pensar em cada tema e aproveitar o final do dia para escrever sobre eles. 

 

 

E por aí, quais são as vossas atividades 'fúteis' de fim de dia no Outono. Aquelas que a solo ou em família vos fazem bem? Fico à espera dos vossos comentários! :)

Um grande beijinho e até ao próximo post

nils-schirmer-i_v-GS7ERKs-unsplash.jpg

Photo by Nils Schirmer on Unsplash

Não te esqueças de acompanhar as Crónicas da Cidade dos Leões no Instagram e no Facebook: há muita coisa a acontecer por lá.

Se por acaso o conteúdo deste texto te agradar não deixes de o partilhar com familiares e amigos.

 

 

Como organizar uma Comemoração em casa... em 5 passos!

O Halloween aproxima-se a passos largos... e este ano a grande festa habitual e o pedido de doces de porta a porta foi por água abaixo. 

Por isso, e como acredito sinceramente que mais do que nunca precisamos de encontrar razões para festejar, trago-vos hoje 5 passos básicos para organizar uma pequena comemoração em casa (seja Halloween ou outra razão qualquer). E como a coisa se faz em pequeno comité é ainda mais fácil. Preparados?

- Deixar de lado o perfecionismo: Quando pensamos em festa pensamos em grande decoração e comida deliciosa e em quantidade importante. Mas a verdade é que já é Quinta-Feira e temos um final de semana bem preenchido. E, na maioria das vezes, esta procura pela perfeição seria a desculpa perfeita para abandonarmos a ideia logo à partida. 

Pessoalmente quando penso numa pequena comemoração em casa tento simplificar-me a vida ao máximo. Um jantar um bocadinho mais caprichado, se houver possibilidade disso, mas senão uma coisinhas rápidas compradas no próprio dia ou uma passagem no drive mais próximo de casa... Nada de muito luxuoso, nem caro... apenas algo que seja diferente do habitual. 

Claro que batatas fritas e snacks não são os melhores amigos do nosso sistema cardio-vascular mas também uma única vez no ano não nos vai fazer mal, os miúdos ficarão felizes da vida (e nós também) e ainda teremos a possibilidade de uma refeição tranquila e sem pressas...

Porque nem sempre o que é perfeito é possível e devemos, mais do que nunca, aprender a ser felizes com a nossa imperfeição. 

 

- Pensa na decoração: Halloween sem decoração não é Halloween. E mais uma vez não é preciso grande coisa.

Todos nós temos velas guardadas em gavetas, alguns frascos de vidro de conserva e fitas de tecido ou linha que foram ficando lá por casa. Apenas combinando estes três elementos conseguiremos um ambiente bem propicio a uma festa, seja ela qual for. 

Se tens vontade de fazer um bocadinho melhor podes sempre pesquisar via pinterest: as possibilidades são enormes seja comprando objetos decorativos seja usando material reciclado ou natural. 

 

- Playlist para a ocasião: Uma festa precisa sempre de uma playlist que combine consigo. E se não és bom para DJ não há problema nenhum.

Em plataformas de streeming ou no Youtube circulam uma série de playlists adaptadas a todas as festas possíveis e imaginárias: é só procurar! 

 

- Convivio: O mais importante em qualquer festa é o convivio. E se o tempo passado à mesa é já uma parte importante de um momento comemorativo, assim como uma playlist, pode ser necessário encontrar mais alguma coisa para poder interagir.

Neste caso os jogos de sociedade, os momentos de karaoke ou ler uma história em família (no caso de haver crianças) podem ser optimas opções. 

 

- Divertir-se e apreciar a companhia: 2020 têm-nos ensinado a dar valor a quem vive na mesma casa que nós. Por isso organiza estes momentos com o coração aberto e com o simples objetivo de apreciar um bom momento com quem vive contigo. Não precisa de ser perfeito, nem instagramável.

Apenas precisa de vos divertir e de vos dar a possibilidade de desfrutar de um momento de qualidade, divertido e saudável. 

 

Estas são as minhas dicas mais básicas para organizar uma pequena comemoração, seja ela de Halloween, dos Santos ou de qualquer outra razão. O que me parece importante é aproveitar todas as ocasiões para festejar a vida e criar laços e memórias com aqueles que nos são mais próximos. 

E por aí, qual a vossa relação com pequenas festas caseiras improvisadas? Pensam em organizar alguma coisa para o Halloween, os Santos ou nem por por isso? 

Boas Comemorações e até ao próximo post! 

halloween.jpg

Photo by Paige Cody on Unsplash

Não te esqueças de acompanhar as Crónicas da Cidade dos Leões no Instagram e no Facebook: há muita coisa a acontecer por lá.

Se por acaso o conteúdo deste texto te agradar não deixes de o partilhar com familiares e amigos.

 

 

 

 

5 Razões para comemorar o Halloween

Especialmente em 2020

Falta uma semana para a Noite das Bruxas e já ando a mil à hora com os preparativos. Será, como já é hábito, a ocasião perfeita para um programinha a dois com direito a jantar, jogos e algumas guloseimas. 

Por aqui as ideias já abundam seja em termos de decoração, receitas ou playlists...

Gosto de festejar o Halloween (independentemente de não ser a festa tradicionalmente comemorada em Portugal) por me trazer excelentes recordações da adolescência (especialmente uma famosa festa que organizamos por volta dos 16 anos nos anexos de casa dos meus pais e que me projetou para aquelas noites cinematografadas) e por adorar o espírito como é caracterizado nos filmes e séries americanas. 

E gosto desta festa também porque me dá uma excelente razão para imaginar cenários e histórias, inventar partidas e divertir-me à brava com os meus próprios disparates (quem nunca?). E mesmo a dois a diversão é garantida :)

E é por isso que hoje vos trago cinco razões para festejarem o Halloween, ou outra data qualquer, no próximo fim de semana. Seja ele a dois, com os familiares mais próximos ou com os colegas de casa...  

Preparados?

- O Halloween é a ocasião perfeita para dar largas à imaginação e divertir-se a criar histórias, decorações e receitas especiais para a data; 

 

- Estas noites são a desculpa perfeita para ouvir em modo repeat o Thriller ou o Ghostbasters

 

- Aqui por casa preferimos as doçuras e por isso as receitas doces à base de abóbora estaram seguramente presentes. E o maridão faz cá uma tarte de abóbora! 

 

- Halloween combina com abóboras decoradas... e Nala combina com criança deliciada a decorar a abóbora... 

 

- A noite das bruxas é mais uma excelente razão para festejar... e nos dias que correm rir, divertir-se e pensar em coisas positivas tornaram-se fundamentais! 

 

E por aí, para os fãs de Halloween qual o programa para o próximo fim de semana? 

Um grande beijinho e até ao próximo post!

bekir-donmez-Hqr2VOwI7Uw-unsplash.jpg

Photo by Bekir Dönmez on Unsplash

Não te esqueças de acompanhar as Crónicas da Cidade dos Leões no Instagram e no Facebook: há muita coisa a acontecer por lá.

Se por acaso o conteúdo deste texto te agradar não deixes de o partilhar com familiares e amigos.

O que ninguém te diz sobre "viver sozinho"

Há umas semanas atrás publiquei um texto onde falava "o que ninguém te diz sobre viver junto". Foi certamente um dos posts com mais interações aqui no blog e entre aqueles que ficaram a pensar no assunto e aqueles que estão deliciados com a vida de casa (ok, eu incluo-me neste grupo) existiram alguns que comentaram a vida "a solo" e as suas inúmeras vantagens. 

Viver sozinha foi das maiores conquistas que consegui e isso na altura da minha chegada a Lyon. Com quase 28 anos não me estava a ver partilhar casa com desconhecidos, independentemente de sempre ter tido excelentes colegas de casa. 

 

Tal como viver em casal, com a família ou com colegas de casa viver sozinho têm também alguns senãos... e é por isso que entre o bom humor e uma pontinha de melancolia recordo "o que ninguém te diz sobre viver sozinho!"

 

- Quando se mora sozinho, e por muito que não se queira, o telemóvel e o computador tornam-se os nossos maiores companheiros. Porque, por muito introvertidos e tímidos que sejamos, ninguém pode viver sozinho e há sempre aquele dia em que precisamos de nos distrair ou de desabafar sobre alguma coisa e não temos ninguém "à mão". 

 

- Organização precisa-se! Ele são as contas para pagar, os arranjos necessários, as tarefas domésticas e muitas outras coisas necessárias à gestão de uma casa e que temos de fazer sozinhos. A melhor solução para que tudo dê certo, especialmente quando demos esse passo à pouco tempo, é ter a agenda em ordem e as contas em pagamento automático! 

 

- Podemos fazer belos pratos e ter muita atenção ao que compramos para comer mas uma vez por outra mas, no dia a dia, passaremos muitas vezes com pão e queijo, uma salada básica ou cereais para jantar. Em dias de maior depressão a tentação de uma entrega em casa é enorme! 

 

- Empurrar as tarefas chatas com a barriga... que é como quem diz esconder a roupa para passar a ferro ou deixar a louça da cozinha para lavar porque não nos apetece. E depois é ver-nos correr quando aparece uma visita inesperada. 

 

- O silêncio pode tornar-se pesado e isso pode fazer-nos ter necessidade de sair mais vezes ou mesmo culpabilizar quando ficamos em casa sem fazer nada. Por muito que o tempo ou o cansaço nos façam escolher esta opção. 

 

Estes foram apenas algumas coisas que "ninguém te diz" sobre viver sozinho. Claro que existem muitas coisas boas como ter um stand de maquilhagem à porta ou decorar a casa exatamente como queremos e, por isso mesmo, é um tempo que recordo com um sorriso nos lábios e que me fez crescer muito apesar de adorar a vida que tenho agora e não a trocar por nada. 

E por aí? Experiências de vida "sozinho"? Espero ansiosamente as vossas respostas! 

Um enorme beijinho e até ao próximo post! 

charles-deluvio-isoahNTtR14-unsplash.jpg

Photo by Charles Deluvio on Unsplash

Não te esqueças de acompanhar as Crónicas da Cidade dos Leões no Instagram e no Facebook: há muita coisa a acontecer por lá.

Se por acaso o conteúdo deste texto te agradar não deixes de o partilhar com familiares e amigos.

 

 

10 Coisas a fazer em casa... quando está frio!

Não sei se é o caso em Portugal mas em França as temperaturas já estão bem Outonais, com muita chuva e algum frio. 

Apesar de gostar bastante do Outono e de estar em casa, este ano tenho tido alguma dificuldade em recuperar este hábito de passar os dias de descanso "na ronha" muito por causa do confinamento que vivemos entre Março e Maio. 

Independentemente disso, os dias caseiros vão seguramente chegar e é bem importante encontrarmos as atividades certas para que esses momentos sejam de verdadeiro prazer.

E assim vos trago as 10 coisas que, pessoalmente, mais gosto de fazer em casa quando está frio e uma ideia extra para realizar em família! 

 

Preparados? 

 

- Ler, ver filmes ou séries:

Esta aqui é provavelmente a opção mais comum já que, com a rentrée de Setembro chegam também as novas temporadas de séries e algumas novidades em matéria de livros e filmes. 

 

- Fazer listas, planos e estabelecer objetivos:

Enquanto corremos de um lado para o outro esquecemos muitas vezes de parar e compilar aquilo que é importante e de nos focarmos nisso e as listas são ótimas para isso. Os dias chuvosos podem ser a oportunidade de ouro para fazer esse balanço e de colocar esse método em prática. 

 

- Dar uma organizadela no armário das roupas, da bijuteria...-

Não é só na Primavera que se podem fazer arrumações e os dias chuvosos podem ser uma óptima opção para isso.

Leva contigo uma chavena de chá e escolhe um bom episódio de um podcast e aproveita para organizares o teu dressing e, quem sabe, organizar e fotografar os teus melhores looks de Outono/Inverno. Não só ficará tudo mais organizado como estarás safo/a nos dias em que precisas de estar ao top mas a imaginação não te ajuda. 

 

- Organizar uma tarde de "Spa em Casa":

Esta é uma das minhas atividades preferidas, especialmente quando o tempo está mau.

Fazer uma máscara de rosto, uma esfoliação de corpo e outros cuidados de higiene enquanto se houve uma excelente música e se queima uma velinha perfumada é uma excelente ocupação e o resultado será excelente no que a bom humor diz respeito. 

 

- Planear uma viagem de sonho, as próximas férias, as festividades que se aproximam...-

Chuva na rua significa mais tempo livre para sonhar e projetar coisas boas.

Por isso, e mesmo que este ano não seja o ideal para realizares aquela viagem de sonho, é sempre uma boa ideia programar e projetar aquilo que pretendemos realizar no futuro. E quanto mais realistas os planos melhor... 

 

- Fazer uma redecoração da casa:

Um objeto ligeiramente mudado de sitio pode dar à casa todo um ar de novo.

Por isso não deixes passar a oportunidade de fazer isso enquanto caí a chuva lá fora. Se fores dado aos projetos "do it yourself" e quiseres lançar-te na tua própria decoração tudo será ainda mais interessante. 

 

- Praticar uma atividade criativa: escrever, pintar, bordar...:

Com o confinamento foram muitos aqueles que descobriram um talento escondido.

Caso seja o teu caso, ou caso o teu hobbie criativo seja muito anterior a isso mas deixaste de ter tempo para o fazer, aproveita os dias frios para te dedicares a essa atividade.

Será bem mais produtivo do que reclamar do tempo o dia inteiro ou de passar o dia inteiro nas redes sociais. 

 

- Organizar um bullet journal-

Este método, sobre o qual já vos fiz um post aqui, é um ótimo passatempo para os dias de chuva. Seja ele mais ou menos criativo permitir-te-à organizar-te e será sem dúvida uma atividade lúdica e interessante. 

 

- Dormir uma sesta ou ficar a olhar a chuva cair lá fora:

Não fazer nada é bom. É nesses momentos que as melhores ideias surgem, que nos permitimos planear como se de sonhos se tratassem. Por isso aproveita os dias de chuva ou de muito frio e não faças rigorosamente nada durante um bom bocado. Neste Mundo de corrida onde vivemos será uma benção ter este tempo para ti. 

 

- Aprofundar uma área de interesse:

Nem sempre temos tempo para nos dedicarmos àquela área que tanto nos diz e isso pode mudar se decidirmos aproveitar os dias mais frios para isso.

Seja qual for a tua área de interesse dedica-te a ela e aproveita para saberes mais. Ficarás com certeza orgulhoso/a de ti mesmo e muito mais conhecedor desse tema que te diz tanto. 

 

- Atividades em Família: Como sabem sou fã do espírito hygge e umas coisas mais "hygge" é sem dúvidas esses momentos passados em família no conforto do lar.

Por isso tira da arca os velhos jogos de sociedade, as melhores receitas de bolo caseiro ou das vossas bolachas preferidas e metam mãos à obra todos juntos ou desfrutem juntos de um livro ou de um filme.

Estar juntos e em família é uma benção e não podemos garantir que esses momentos sejam eterno por isso desfrutemos deles ao máximo! 

casa.jpg

Photo by Tanya Trukyr on Unsplash

Não te esqueças de acompanhar as Crónicas da Cidade dos Leões no Instagram e no Facebook: há muita coisa a acontecer por lá.

Se por acaso o conteúdo deste texto te agradar não deixes de o partilhar com familiares e amigos.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub