Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas da Cidade dos Leões

Um blog que adora partilhar dicas e reflexões sobre lifestyle, descobertas e organização. Sejam Bem Vindos!

Crónicas da Cidade dos Leões

Um blog que adora partilhar dicas e reflexões sobre lifestyle, descobertas e organização. Sejam Bem Vindos!

Ter | 17.11.20

Serviço Público

Nala

Ora já há muito tempo que não vos falo da dita Pandemia essencialmente porque quando o faço estou a falar de trabalho. 

Mas nestes últimos tempos continuo a ver demasiada informação ser transmitida em massa e completamente desestruturada pelo desconhecimento de quem a recebe e isso preocupa-me.

Ainda para mais continuo a ouvir pessoas próximas a comentar a forma como usa material de proteção hospitalar que era até então exclusivo ao pessoal hospitalar e de laboratório e tenho a impressão que há erros básicos que são cometidos.  

Por isso hoje decidi deixar-vos aqui os conselhos que mais dou aos meus familiares e amigos e que me parecem necessários para a manutenção da saúde física e mental de todos nós. 

 

- Em primeiro lugar queria falar-vos do cuidado com a escolha e a manipulação do material de proteção: Um dos maiores erros está não apenas na forma como se usa a máscara mas também na forma como se manipula. Por isso atenção onde se toca, como se tira e coloca e por aí fora já que erros de manuseamento podem ser tão graves como erros de utilização. 

 

- Todas as máscaras têm um tempo de vida equivalente: Várias foram as pessoas que me falaram da utilização das chamadas máscaras FFP2.

Estas máscaras, que são as mais filtrantes e é por isso que são reservadas ao pessoal hospitalar na manipulação de aerossóis (como ventilação mecânica, aspirações, etc...) mas atenção que a sua eficácia está sobretudo relacionada com o facto de serem muito mais estanques o que as torna também muito mais difíceis de suportar.  

No entanto e como se fala do facto de ser uma máscara muito filtrante as pessoas conseguem compra-las e depois cometem alguns errinhos ao utiliza-las. Ao contrário daquilo que muitas pessoas apregoam (incluindo profissionais de saúde) estas máscaras duram exatamente o mesmo que uma máscara cirúrgica, ou seja, 4 horas para uma proteção completamente eficaz.

E têm ainda a agravante de que a manipulação desta máscara é muito mais difícil e sujeita a mais erros.

Por isso, e dando-vos o meu exemplo pessoal, na "vida real" o que faço é manter as distâncias de segurança (quando é possível porque, quem anda de transportes públicos sabe que nem sempre é fácil) e uso a máscara cirúrgica ou mesmo de tecido. É mais fácil de usar, arriscamos menos quando a manipulamos e estamos igualmente protegidos.

 

- Em segundo lugar gostaria de vos falar da lavagem das mãos, que deve ser frequente, seja com água e sabão  ou uma com solução hidro-alcoólica. Podem ser usados em conjunto mas é importante que as mãos estejam bem secas. 

As mãos em ferida são normalmente culpa da aplicação do álcool-gel em mãos molhadas e não da sua utilização frequente. A utilização apenas do álcool-gel (com uma fricção de 30 segundos) será bastante eficaz sozinha. Façam atenção a isso porque feridas abertas não é de todo o que mais precisamos neste momento. 

 

- Em terceiro lugar aconselho-vos a filtrar a informação: Como vos disse no início do texto defendo que demasiada informação destrói a informação. Por isso esqueçam todos os noticiários e a informação diária da DGS e limitem-se a tomar os vossos cuidados, alimentar-se bem, fazer desporto e apanhar ar  (com respeito pelas distâncias sociais) e controlem os vossos níveis de ansiedade. 

Pela mesma ocasião não deixem de recorrer aos serviços de saúde sempre que for necessário e não permitam que os serviços de saúde ou a informação que precisam vos sejam negados pelas restrições do controlo da doença. Não assistência à pessoa é crime e se já morreu muita gente infetado com COVID as consequências das medidas de restrição não estão a ser menos pesadas. 

Afinal existem muitas outras doenças que continuam a matar tanto ou mais e é pena não serem feitas também conferências diárias sobre elas também (sim, sim... falo entre outras de doenças cardio-vasculares que poderíamos prevenir)... 

Espero que este post vos tenha sido úteis e que possam ajudar-vos na gestão de algumas das vossas dúvidas. 

Um grande beijinho e até ao próximo post!

united-nations-covid-19-response-KSUv52EZgGg-unspl

 

Não te esqueças de acompanhar as Crónicas da Cidade dos Leões no Instagram e no Facebook: há muita coisa a acontecer por lá.

Se por acaso o conteúdo deste texto te agradar não deixes de o partilhar com familiares e amigos.

 

 

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.