Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas da Cidade dos Leões

Um Blog que começou por ser um diário e que cresceu para algo mais. Por aqui os temas vão do desenvolvimento pessoal ao bem estar sempre com dicas e reflexões a propor. Sê bem vindo e se te agrada: segue! :)

Crónicas da Cidade dos Leões

Um Blog que começou por ser um diário e que cresceu para algo mais. Por aqui os temas vão do desenvolvimento pessoal ao bem estar sempre com dicas e reflexões a propor. Sê bem vindo e se te agrada: segue! :)

Qua | 19.02.20

Se alguém tiver o antídoto...

Nala

Saiu de uma longa semana de trabalho, foram 10 dias seguidos sem pausas. Durante estes 10 dias trabalhei, reclamei um bocadinho e, como é meu hábito, deixei tudo o que estava pendente preparado para quem me substitui durante as minhas folgas. 

Reparei que, mais uma vez, deixei que o trabalho tomasse um peso impressionante na minha vida. Se há quem trabalhe muito mais dias seguidos e muitas mais horas por dia, há. Sobreviveria se o tivesse de fazer. 

No entanto, mais uma vez, me apercebo que tenho dificuldade em desligar. Em deixar os problemas "lá dentro" e a relaxar. A baixar a guarda e a pressão. 

E isso faz-me perder tempo útil e criar boas memórias. Como se aquele peso de um emprego do qual nem gosto assim tanto fosse assim tão importante. 

E quando penso nisso, e me lembro daquele senhor que procurava o irmão, sinto-me um bocadinho idiota por dar tanto valor ao que nem têm assim tanto e perder tantas oportunidades boas por ter a cabeça tão carregada de rotinas e de stress. 

Mas a verdade é que é muito fácil perceber isso na véspera do "fim de semana" do que colocá-lo em prática no meio da tempestade. 

Se tiverem o antídoto a este meu problema não deixem de o partilhar... que eu por aqui vou igualmente continuar a procurar.

stil-flRm0z3MEoA-unsplash.jpg

Photo by STIL on Unsplash

Não te esqueças de acompanhar as Crónicas da Cidade dos Leões no Instagram e no Facebook: há muita coisa a acontecer por lá.

Se por acaso o conteúdo deste texto te agradar não deixes de o partilhar com familiares e amigos.

 

21 comentários

Comentar post