Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas da Cidade dos Leões

Um blog que adora partilhar dicas e reflexões sobre lifestyle, descobertas e organização. Sejam Bem Vindos!

Crónicas da Cidade dos Leões

Um blog que adora partilhar dicas e reflexões sobre lifestyle, descobertas e organização. Sejam Bem Vindos!

Dom | 20.12.20

Saudações Natalícias da Isa Nascimento

Post n.º 20 do Calendário do Advento da Nala 2020

Nala

Adoro tudo o que a Isa Nascimento nos traz aqui para os blogs. Desde a fotografia às palavras a emoção que consegue transmitir é contagiante.

Foi um prazer ter tido uma resposta positiva por parte da Isa ao meu convite. E, de uma coisa é certa, este calendário ficou a ganhar com o seu SIM! 

Obrigada Isa e muito amor por estes dias fora! 

 

Tenho de começar por agradecer o gentil convite para participar no "Calendário do Advento da Nala".

Foi um verdadeiro desafio pensar num tema natalício capaz de se enquadrar no projeto da Nala, mas decidir-me a escrever sobre ele foi um braço de ferro comigo própria.

Na verdade, são já demasiados os anos em que não aprecio a época das “festas”. Talvez esta afirmação seja até um eufemismo, pois começo a desejar que tudo já tenha acabado bastante antes de ter, sequer, começado…

Contudo, é igualmente verdade que sempre admirei os tradicionais postais de Natal que enchiam as nossas caixas de correio até à primeira semana de janeiro, há pouco mais de duas décadas atrás.

Lembro-me de, no trabalho, ter todos os anos a tarefa de atualizar a lista de destinatários das saudações natalícias, para que não houvesse desperdício de cartões por devoluções ao remetente nem custos de correio desnecessários. Esta tarefa era uma verdadeira seca e absolutamente indesejada…

As estações de correios ficavam a abarrotar na última quinzena de dezembro. Era preciso ter muita paciência para aguardar que a nossa vez chegasse para podermos, enfim, recordar o nosso amor e carinho a familiares e amigos.

Durante a espera, eu gostava de contemplar os expositores de postais à venda nos balcões dos CTT. Recordo-me especialmente bem das coleções da UNICEF e de refletir sobre o esforço criativo que era necessário para surpreender e atrair o comprador, ano após ano.

Conservei uma boa coleção de postais de Natal que fui recebendo ao longo da juventude. Abri a caixa onde os tenho guardados, juntamente com convites de casamento e postais de aniversário, para encontrar a inspiração que me fugia e conseguir redigir este texto e cumprir o meu compromisso.

Como tudo mudou desde os meus anos de juventude!

Mas não necessariamente para pior.

Do ponto de vista ambiental, os postais digitais enviados por e-mail já terão salvo milhões de árvores no mundo inteiro.

A nível pessoal também nos pouparam muitas horas de redação manuscrita de mensagens de boas festas. Com o “copiar e colar”, o “reencaminhar” e o “partilhar” tudo é atualmente muito mais fácil e rápido.

Deixou de haver o desgaste emocional associado a todo o ritual: escolher e comprar os postais (tentando ser original), escrever as saudações, enviar por correio…

Mas o ato em si tornou-se muito mais frio e impessoal. Um curto sms padrão resolve o assunto, cumprimos o dever e ficamos de consciência tranquila. É o reverso da evolução da comunicação digital

Poupa-se papel, poupa-se tempo, poupa-se a imaginação. Há milhões de sugestões à escolha sem necessidade de sair de casa (algo mais relevante do nunca).

Tudo à distância de um clique e sem acumulação.

Apesar disso, mexer novamente nessa realidade analógica fez-me sentir bem. Quando mudar de casa novamente, sei que voltarei a levar comigo aquela caixa de “Convites e cartões” cheios de sentimentos bons que me aquecem o coração.

São esses sentimentos que desejo partilhar aqui, pela mão da nossa querida Nala.

Não importa se as saudações natalícias são digitais ou analógicas, o importante é que as nossas vidas se encham de amor, luz e paz, antes, durante e depois do Natal!

1 comentário

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.