Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas da Cidade dos Leões

Um Blog que começou por ser um diário e que cresceu para algo mais. Por aqui os temas vão do desenvolvimento pessoal ao bem estar sempre com dicas e reflexões a propor. Sê bem vindo e se te agrada: segue! :)

Crónicas da Cidade dos Leões

Um Blog que começou por ser um diário e que cresceu para algo mais. Por aqui os temas vão do desenvolvimento pessoal ao bem estar sempre com dicas e reflexões a propor. Sê bem vindo e se te agrada: segue! :)

Sab | 18.01.20

Pedir Ajuda: sim ou não?

O eterno dilema...

Nala

Ao longo da minha vida profissional recebi várias vezes o conselho de não pedir ajuda. As razões nunca eram muito diversificadas e quase sempre giravam em torno do "depois vais ficar desacreditada e vão dizer que és má profissional". 

Acredito que as pessoas que me deram tal conselho o fizeram porque acreditavam sinceramente nisso. 

Nem sempre ouvi esse conselho. Em primeiro lugar porque acho que pedir ajuda pode ser uma oportunidade de aprender com quem sabe mais sobre determinado ponto do que nós  e em segundo porque acredito que o ser humano, seja ele quem for, gosta de se sentir envolvido e de ajudar, mesmo que lhe custe admitir. 

Eu, que até sou menina para ter muito medo das opiniões dos outros, peço ajuda com muita regularidade. Acredito que unir esforços é quase sempre o caminho a seguir, em prol de todos. E, nesse ponto em particular, relativizo bastante o que vão pensar de mim... 

Prefiro assumir as minhas "falhas" e delegar aquilo em que sou menos boa e focar-me naquilo em que realmente sou competente. Aprendendo pelo caminho e nunca me deixando vencer pelo próprio orgulho. 

E por aí: são mais do género de pedir ajuda ou têm algum receio das opiniões dos outros?

youssef-naddam-iJ2IG8ckCpA-unsplash.jpg

Photo by youssef naddam on Unsplash

Não te esqueças de acompanhar as Crónicas da Cidade dos Leões no Instagram e no Facebook: há muita coisa a acontecer por lá.

Se por acaso o conteúdo deste texto te agradar não deixes de o partilhar com familiares e amigos.

16 comentários

Comentar post