Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas da Cidade dos Leões

Um Blog que começou por ser um diário e que cresceu para algo mais. Por aqui os temas vão do desenvolvimento pessoal ao bem estar sempre com dicas e reflexões a propor. Sê bem vindo e se te agrada: segue! :)

Crónicas da Cidade dos Leões

Um Blog que começou por ser um diário e que cresceu para algo mais. Por aqui os temas vão do desenvolvimento pessoal ao bem estar sempre com dicas e reflexões a propor. Sê bem vindo e se te agrada: segue! :)

Dom | 13.09.20

Etiqueta nas Redes Sociais

Nala

Todos nós já ouvimos falar de etiqueta seja no sentido de comportamento em sociedade ou, falando em algo mais recente, a denominação da Direção Geral de Saúde para os gestos barreira no controlo do Coronavírus e da doença que lhe está associada. 

Faço um pequeno paragrafo para relembrar aos mais distraídos que os gestos barreira funcionam e que, utilizados corretamente, podem diminuir a propagação deste vírus, e de outros tal como a gripe, sem que tenhamos de estar fechados em casa novamente. Ninguém quer isso, certo?!

Hoje, no entanto, venho falar-vos de toda uma outra etiqueta: a que deve ser utilizada nas redes sociais e das quais nos esquecemos frequentemente: eu a primeira! E recordar-vos como esses nossos deslizes ou desatenções podem causar alguma tensão para ou com as pessoas em causa. 

E é por isso que sai daqui este post com algumas recomendações básicas sobre como se comportar nas redes.

Preparados?

 

- Não partilhar fotos sem permissão:

Publicar fotos com outras pessoas nas redes sociais é algo bastante comum mas devíamos pedir autorização às pessoas envolvidas antes de partilhar. Em primeiro porque a pessoa pode querer que tal ocasião seja mantida dentro da esfera privada (caso se trate de um casamento ou batizado) ou porque, pura e simplesmente, não quer aquela foto sob domínio público

 

- Não dar "lições de moral" nas publicações dos outros:

Somos livres de dizer o que quisermos, é verdade, mas isso aplica-se ao nosso próprio feed. Nas publicações dos outros ou bem que comentas decentemente ou bem que passas à frente. É desagradável e chato quando publicamos uma foto do Verão passado, com a data bem à mostra, e há alguém que nos lembra que não devíamos estar tão juntos e sem máscara... Isso já nós sabemos, obrigada!

 

- Cuidado com as notícias falsas e as bocas foleiras:

Noticias falsas e bocas foleiras devem ser evitadas ao máximo. Em primeiro lugar porque criam tensão e em segundo porque não acrescentam nada a ninguém

 

- Enviar Mensagens corrente:

Pessoalmente aquelas mensagens que trazem o presságio de algo terrível caso não passe a 20 pessoas não me afetam minimamente mas existem pessoas que, por crença ou simples preconceito, se sentem ameaçadas por este género de mensagens. Por isso evita difundir este tipo de conteúdo que não trás nada de novo nem a ti nem aos outros. 

 

- Pensar: "E se fosse comigo?" antes de publicar:

Há 3 anos atrás toda a minha vila de origem foi a um casamento e as fotos no facebook choveram. Agora, 3 anos depois, as fotos foram republicadas com a ajuda do sistema de memórias da página. O problema é que o casamento acabou recentemente... Se fosse comigo ficaria mesmo muito pouco à vontade.

Por isso seria publicação que não faria (especialmente sendo amiga deles e tendo fotos com os dois vestidos de noivos e felizes da vida). É que se não podemos apagar o passado não precisamos de o publicitar nas redes sociais, especialmente quando o "sonho" acabou. 

 

- Bom senso!:

Este é de todos o filtro mais eficaz na utilização das redes sociais, assim como de quase tudo na vida. Quando publicamos algo devemos lembrar-nos que, por muito que apaguemos, será algo que ficará à vida nas redes e que as nossas fotos passam a ser de domínio público... 

 

E por aí quais foram as publicações mais disparatadas que viram nas redes sociais? E quais são as regras de etiqueta de que não falei aqui mas que vocês usam? 

Beijinhos e até ao próximo post!

facebook.jpg

Photo by Austin Distel on Unsplash

Não te esqueças de acompanhar as Crónicas da Cidade dos Leões no Instagram e no Facebook: há muita coisa a acontecer por lá.

Se por acaso o conteúdo deste texto te agradar não deixes de o partilhar com familiares e amigos.

6 comentários

Comentar post