Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas da Cidade dos Leões

Um blog que adora partilhar dicas e reflexões sobre lifestyle, descobertas e organização. Sejam Bem Vindos!

Crónicas da Cidade dos Leões

Um blog que adora partilhar dicas e reflexões sobre lifestyle, descobertas e organização. Sejam Bem Vindos!

Ter | 01.10.19

As 5 linguagens de amor? Qual é a tua?

Nala

As relações humanas são, por si mesmas, difíceis. Mas as relações entre casais conseguem ser das mais complexas e para manter a harmonia é necessário muito esforço, muita compreensão e vontade de ambas as partes. 

O que vos proponho hoje é uma ajudinha extra a reconhecerem as vossas necessidades e as dos vossos companheiros no que a demonstrações de amor diz respeito. 

O objetivos deste post é fazer uma abordagem muito sucinta à teoria das "5 linguagens do amor", apresentadas por Gary Chapman, um especialista em terapia de casais.

O autor defende que a melhor forma de defender as relações amorosas é conhecendo a linguagem de amor do parceiro, assim como a sua própria linguagem do amor. Este conhecimento aliado a uma boa conversa entre ambos pode ser uma mais valia para a evolução da relação.

Neste livro são apresentadas 5 linguagens diferentes, que desenvolvemos desde tenra idade, e que nos acompanham ao longo da vida. Segundo ele é quando recebemos amor de acordo com a nossa linguagem que nos sentimos verdadeiramente amados.  

'Bora fazer o resumo das 5 formas de linguagem do amor?

- As Palavras Valorizantes: As pessoas que têm "as palavras valorizantes" como principal linguagem de amor precisam de se sentir amadas através das palavras. Para elas declarações de amor, elogios e palavras de encorajamento são fundamentais dentro da relação para que se sintam bem com ela. 

Se correspondes a este tipo de linguagem ou se o teu parceiro está dentro dele lembra-te que cartas de amor e elogios são a melhor forma de o fazeres sentir amado e seguro dentro da vossa relação.

- Momentos de Qualidade: Existe um grupo de pessoas para quem é fundamental passar momentos de qualidade com a cara metade e é isso que os deixa de baterias recarregadas e a sentirem-se verdadeiramente amadas pelos parceiros. 

Se a tua linguagem de amor é esta então cria o hábito de conversar diariamente sem fazer rigorosamente mais nada sem ser dar atenção ao parceiro ou partilha um hobbie em comum e tempo de qualidade juntos. Uma boa caminhada por sítios que vos marcaram ou partilhar uma refeição especial são também excelentes atividades para te sentires completamente amado e concretizado na relação. 

- Presentes: Existe um outro tipo de pessoas que necessita de "presentes" para se sentir amado. Atenção que isto não quer dizer que sejam fúteis ou interesseiras mas que o facto de saberem que o companheiro passou algum tempo a escolher algo de especial para si os faz sentir-se amados. Em todo o caso, para estas pessoas o valor monetário do presente não conta, o que conta é a intenção. 

Estas pessoas apreciam também o "dom de si mesmo": passar tempo juntos, como se fosse um presente que lhes foi oferecido. 

Se tu, ou o teu companheiro, correspondem a este tipo de linguagem pensa em dar-lhe pequenos presentinhos simbólicos de vez e quando, alguns podem ser mesmo fabricados por ti. Ele ou ela vão adorar, de certeza. 

- Serviços Prestados: Existem pessoas para quem receber um serviço por parte do companheiro corresponde a uma grande declaração de amor. 

Quando um dos membros do casal têm este tipo de linguagem predominante podem ser um casal que tenham muitos problemas caso o outro leve os favores e as tarefas que pode fazer pelo companheiro mais à ligeira (como por exemplo ajudar nas tarefas domésticas). A ideia é entrarem em acordo e não em conflito em relação aos serviços prestados e, se necessário, fazer um esforço para realizar uma tarefa, se esta for importante para o parceiro. 

Se um de vocês têm este tipo de linguagem podem criar uma lista de pedidos e tentem executa-los à razão de um por semana. Outras formas de demonstrar amor a estas pessoas é juntar um pequeno texto ao saco que lhe preparámos para o ginásio (ou a outro serviço que lhe tenhamos prestado). 

- O Toque Físico: E a última linguagem de amor não podia deixar de ser o toque físico: abraçar, beijar, dar as mãos podem ser expressões de amor muito fortes, especialmente por quem têm nesta a sua principal linguagem de amor. 

As pessoas que têm este tipo de linguagem gostam de falar sobre caricias e gestos de amor e apreciam, mais do que ninguém, andar de mãos dadas enquanto passeiam e de ser recebidas com um grande abraço quando chegam a casa. 

Deixo-vos aqui o link do teste que podem fazer vocês (e os vossos companheiros) e percebam a linguagem do amor predominante de cada um. Colocar estas ideias em prática, com conhecimento de causa, pode ser uma boa forma de ambos se sentirem amados, estimados e consequentemente fortalecidos pela relação que constroem dia a dia. 

Se este tema vos interessou não deixem de ler o livro "As 5 linguagens do amor" de Gary Chapman e não se esqueçam que uma relação pode não ser fácil de manter mas que é uma escolha nossa lutar por ela. 

clem-onojeghuo-eOe81Ux2DUw-unsplash.jpg

Photo by Clem Onojeghuo on Unsplash

Não te esqueças de acompanhar as Crónicas da Cidade dos Leões no Instagram e no Facebook: há muita coisa a acontecer por lá.

Se por acaso o conteúdo deste texto te agradar não deixes de o partilhar com familiares e amigos.

 

 

 

 

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.