Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas da Cidade dos Leões

Um blog que adora partilhar dicas e reflexões sobre lifestyle, descobertas e organização. Sejam Bem Vindos!

Crónicas da Cidade dos Leões

Um blog que adora partilhar dicas e reflexões sobre lifestyle, descobertas e organização. Sejam Bem Vindos!

Ter | 08.06.21

8 Regras para os Convidados de um Casamento

Nala

As últimas semanas tem sido marcadas pelos regressos em força dos casamentos.

Não sei vocês mas as minhas redes sociais estão cheias de fotos em roupa de festa, vestidos maravilhosos e gente sorridente. 

Tendo em conta este regresso tão desejado decidi-me trazer-vos algumas regrinhas de boa educação que os convidados de um casamento devem ter. Algumas delas podem parecer básicas mas acreditem que ouví-los uma segunda vez não fará mal a ninguém... 

 

- Responder atempadamente ao convite:

No meu casamento tivemos de correr atrás da confirmação de uma boa percentagem de convidados. 

Talvez isto não passe pela cabeça das pessoas, especialmente se não tiverem familiares próximos que casaram recentemente,  mas o preço final que os noivos pagarão pela boda assim como pormenores de organização, presentes e mesmo dormidas em alguns casos são "fechados" com algum tempo de antecedência, normalmente pouco depois da data fixada para confirmação pelos noivos. 

Nem sequer falo de dar uma resposta positiva e na véspera ligar a dizer que não se vai porque isso é mesmo má educação, excepto se houver uma razão de força maior e nesse caso o aviso deve ser feito com gentileza e verdade porque desculpas esfarrapadas todos nós sabemos reconhecer quando nos são contadas; 

 

- Respeitar a Planificação das Mesas:

Esta é uma das tarefas mais ingratas de qualquer festa, todas as pessoas que passaram por isso o podem confirmar. 

Sabemos que nem toda a gente estará contente mas o número de convidados por mesa não está apenas dependente da nossa vontade. Por isso é de evitar fazer exigências antes do casamento sobre com quem me quero sentar e onde. 

No Dia C, e independentemente dos nossos companheiros de mesa, temos de nos comportar cordialmente, manter a boa disposição e saibam que, caso preferissem estar com outras pessoas, poderão sempre levantar-se e encontrar-se com elas nos intervalos; 

 

- Respeitar as regras de etiqueta e o dress code:

Esta regra é básica mas parece que está a ficar fora de moda, infelizmente. 

Quando nos vestimos para um casamento devemos fazê-lo de acordo com a situação já que isso demonstra respeito pelo investimento de tempo e dinheiro que os noivos fizeram. 

Por isso façam um esforço para estarem alinhados com o ambiente. Claro que ninguém nos exige que andemos de salto fino de 15 cm nem com um fraque mas o mínimo de respeito por um traje adaptado ao casamento escolhido pelos noivos deve haver (especialmente quando sabemos de antemão que em Portugal ainda é o casamento "formal" o que tem mais adeptos).

 

- Respeitar o casamento religioso, laíco ou cívil: 

São muitas as pessoas que comparecem apenas no local da festa para o copo d'água mas parece-me importante relembrar que estamos ali não só para comer e beber mas sobretudo para festejar a união entre duas pessoas. 

Se um casamento religioso, laíco ou cívil vos parece chato ou se não vai de acordo com as vossas convicções religiosas lembrem-se que, para os noivos, essa é provavelmente a parte mais emotiva do casamento e sobretudo uma das partes mais importantes já que representa o "momento de união" entre os dois. 

Por isso façam um esforço já que uma hora não custa assim tanto a passar e se eles vos convidaram é mesmo porque vos queriam ali; 

 

- Evitar comentários desagradáveis sobre as escolhas dos noivos:

O local que é feio, a comida que não é boa ou a música que é horrível são pequenas coisas que já nos passaram a todos pela cabeça quando estamos num casamento. 

Isso não impede que guardemos essas considerações para nós mesmos e sejamos compreensívos com as escolhas dos noivos, que muitas vezes vão de acordo com o seu budget ou podem resultar de faltas de comprimento por parte dos fornecedores.

Caso haja alguma coisa que esteja menos bem aos vossos olhos e que coloque em causa a qualidade do serviço, o melhor é dirigir-se ao chefe de sala ou a algum familiar próximo dos noivos que possa intervir discretamente mas nunca se dirigir a eles diretamente porque nervosos já eles estão; 

 

- Não beber mais do que de razão: 

Que atire a primeira pedra quem nunca bebeu demais numa festa de casamento!

No entanto entre beber um copo ou exagerar no abuso de álcool e drogas vai um grande passo. 

Não há nada mais desagradável para o casal que ver os seus amigos ou familiares a cair de bebedos e, pior ainda, a assistir ao seu casamento se tornar uma fonte de conflitos por causa disso.

Por isso ou façam um esforço para se controlar ou intervenham para impedir o vosso companheiro/a, amigo/a ou familiar de perder as estribeiras, se tornar agressivo ou pegar no carro depois de ter bebido; 

 

- Comparecer nos momentos de jogos e de brincadeiras: 

Nem todos gostamos de brincar mas é inevitável que num casamento, em algum momento, tenhamos de dar um pézinho de dança ou entrar num brinde de grupo. Claro que não é preciso entrar em tudo mas pelo menos demonstrar bom humor. 

Estar o dia inteiro com cara de poucos amigos, a não ser que haja um motivo de força maior e que os noivos ou familiares estejam ao corrente, é desagradável para todos. E ninguém merece ter uma pessoa de trombas num dos dias que devem ser dos mais felizes da sua vida, certo?

 

- Despedir-se dos noivos: 

Não se despedir dos noivos é mais comum do que se pensa. É verdade que eles estão ocupados mas é deselegante sair de uma festa sem dar uma palavrinha aos protagonistas. 

Claro que podemos sempre avisar durante o dia que a tal momento teremos de ir embora e quando chegar a hora fazer um sinal de longe, especialmente se eles estiverem ocupados. Mas não dizer nada é mesmo muito feio!

 

Claro que estas regras são universais e devem ser tidas em conta em todos os eventos sociais e não apenas nos casamentos. A desculpa de que a pessoa é nossa amiga ou de que não gostamos de estar bem vestidos não é suficiente para desculpar o não respeito de algumas destas regras, que são tão básicas como comprimentar alguém com um Bom Dia.

E por aí quais destas regras vos parecem mais importantes e quais acrescentariam? 

Um grande beijinho e até ao próximo post!

sandy-millar-8vaQKYnawHw-unsplash.jpgPhoto by Sandy Millar on Unsplash

Não te esqueças de acompanhar as Crónicas da Cidade dos Leões no Instagram e no Facebook: há muita coisa a acontecer por lá.

Se por acaso o conteúdo deste texto te agradar não deixes de o partilhar com familiares e amigos.

2 comentários

Comentar post