Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Crónicas da Cidade dos Leões

Um Blog que começou por ser um diário e que cresceu para algo mais. Por aqui os temas vão do desenvolvimento pessoal ao bem estar sempre com dicas e reflexões a propor. Sê bem vindo e se te agrada: segue! :)

Crónicas da Cidade dos Leões

Um Blog que começou por ser um diário e que cresceu para algo mais. Por aqui os temas vão do desenvolvimento pessoal ao bem estar sempre com dicas e reflexões a propor. Sê bem vindo e se te agrada: segue! :)

Ter | 17.09.19

4 Listas a fazer para uma melhor organização diária

(Elas facilitam muito a nossa vida!)

Nala

Eu sou meio que conhecida como a "mulher das listas". Mal se fala de uma ideia ou de um plano a minha primeira reação é a de ir buscar um papel e uma caneta e começar a escrever tudo o que têm de ser feito ou comprado para que a sua concretização seja possível. 

Na minha vida há listas para tudo. Guardo-as essencialmente em dois tipos de suporte: no telemóvel (falei-vos da aplicação que uso neste post) e em papel (sou fã do bullet journal para as "to do list" por exemplo). 

Ao contrário do que possam pensar não faço listas por ser organizada, antes pelo contrário: faço-as para vencer a minha tendência à desorganização e consequente procrastinação. Afinal acabei por me aperceber que quanto mais desordem houvesse à minha volta mais tendência a "empurrar as tarefas com a barriga" tinha. 

Hoje gostaria de vos sugerir algumas das "listas" que considero mais fundamentais na minha vida e que me ajudam a arrumar a cabeça e a levar a cabo muitas mais tarefas sem sobressaltos de última hora e de forma mais ordeira e calma.

Vamos nessa?

1) Lista de Compras:

A lista de compras para mim é fundamental pois evita-me de me esquecer de comprar algo que me faz muita falta ou, pelo contrário, de comprar duas vezes algo de que não preciso. 

O segredo para que a lista de compras esteja sempre atualizada é ir anotando o que faz falta à medida que vai acabando. Se pelo contrário vamos precisar de coisas fora do habitual escrevemos o necessário imediatamente. Por hábito faço uma retificação da lista antes de sair de casa.

Por motivos óbvios a lista de compras está gravada no meu telemóvel pois assim estou certa de que não fica em casa. 

2) To Do List:

As "To Do List" são o meu segredo para minimizar a procrastinação. Se definir exatamente o que precisa ser feito por um lado estou descansada porque sei que não me esqueço e de outro sinto-me obrigada a fazer.

Faço habitualmente "to do list" diárias e mensais e chego mesmo a utilizar este tipo de listas para priorizar o meu trabalho. Se tiver alguma coisa de maior para organizar, como um projeto profissional ou uma festa por exemplo, previligio as "To Do List" mas divido as "grandes tarefas" em "micro-tarefas". 

3) Lista de despesas:

Quando preciso de controlar os meus gastos não hesito em criar listas de despesa. A ideia é a de escrever todos os gastos realizados, do maior ao mais insignificante, estipulando a quantia gasta e no quê. 

Com este método consigo ver exatamente para onde está a ir o meu dinheiro e onde posso fazer ajustes e poupar uns trocos que me farão falta para outras coisas. 

4) Listas de Desejos:

Porque desejos são conhecidos por ser factores de motivação extraordinários tento sempre manter a minha lista de desejos em dia.

Assim, sejam viagens de sonho, coisas que gostava de adquirir ou simplesmente séries a ver ou livros para ler, estas listas ajudam-me a fazer escolhas consoante o momento em que me encontro. Quem nunca desejou algo mas, chegando o momento de adquirir bloqueou e já nem se lembrava mais do que queria realmente.  

E do vosso lado: utilizam listas para vos organizarem melhor? Quais as listas que têm sempre em dia? E já agora qual o vosso suporte preferido? 

Não deixem de comentar e até partilhar este texto com amigos e familiares que precisem de uma ajudinha com a organização. 

Até Breve! 

glenn-carstens-peters-RLw-UC03Gwc-unsplash.jpg

Photo by Glenn Carstens-Peters on Unsplash

Não te esqueças de acompanhar as Crónicas da Cidade dos Leões no Instagram e no Facebook: há muita coisa a acontecer por lá.

 

Seg | 16.09.19

Regresso às aulas!

Nala

Hoje é o regresso às aulas para muitos estudantes. Apesar de já não estudar desde 2011 este dia ainda me deixa num misto de stress e fascínio. 

Este ano é ainda mais especial pois a S., minha prima, vai para o primeiro ano. Como gosto destas coisas comprei uma série de pequenas coisas simbólicas para lhe oferecer como lembrança do príncipio desta longa caminhada (caneta, lápis, borracha e um marcadorzinho de livros). 

Desejo a todos vocês sejam alunos, professores ou pais que este ano lectivo seja cheio de vitória e conquistas. Sejam Felizes! 

jake-ingle-alROYtC8fDw-unsplash.jpg

 

Dom | 15.09.19

A eterna questão do tempo!

5 ideias para roubares tempo ao teu tempo

Nala

O relógio tornou-se o nosso inimigo n.º 1. Passamos a vida a correr de um lado para o outro e nunca temos tempo para nada. 

Esquecemo-nos de ligar aquela amiga no aniversário dela, não temos tempo para cozinhar ou fazer desporto, ler é uma atividade impossível e aprender uma coisa nova é algo de impensável. 

Por compreender que o tempo é escasso, mas por achar que tempo para aquilo que é importante têm de haver sempre deixo-te aqui algumas ideias para roubares tempo ao teu tempo. Vens daí comigo?

- Faz um registo do teu tempo: uma forma de ver onde podemos ganhar tempo é calcular quanto tempo passamos a fazer cada atividade.

Pode parecer ridículo à primeira vista mas desafio-te a escreveres quanto tempo passas a fazer o quê desde que te levantas até que te deitas. Tempo passado nas redes sociais e a tomar café incluído. 

Se tiveres a noção exata de onde estás a "perder" tempo não terás grande dificuldade em roubar alguns minutos aqui e ali. 

- Planifica: Este mês falei-te de forma exaustiva da planificação. O que te proponho é que cries listas de tarefas e que te mantenhas focado. Quanto mais avançares nas tarefas a que te propuseste mais tempo te vai sobrar no fim. Não te esqueças de acrescentar nessa lista todos os telefonemas, mensagens e pequenas coisas que tens de fazer. 

- Aproveita todos os minutos: Se passas algum tempo nos transportes públicos podes ter ai algum tempo para pôr a leitura em dia, se estás na fila do supermercado vê esses minutos como um tempo extra só para ti. Se fizeres isso ganharás algum tempo contigo mesmo... sem deixar de fazer o que é mesmo importante... afinal já tinhas mesmo de esperar, não é? 

- Prioriza: Se planear é importante, priorizar é ainda mais importante. Classifica as mil e uma coisas que tens de fazer em casa ou no trabalho pelo grau de importância. Se é verdade que o relatório que tens de entregar para daqui a dois meses é importante, talvez não seja obrigatório que fiques até mais tarde no escritório no dia de aniversário da tua mãe para o acabares, pois não?

- Lembra-te de que o tempo passa depressa e que, se não aproveitares hoje, amanhã pode ser tarde de mais. 

Espero que tenham gostado deste post e que deixem o vosso comentário. 

elena-koycheva-VmcIMhuWCac-unsplash.jpg

Photo by Elena Koycheva on Unsplash

Não te esqueças de acompanhar as Crónicas da Cidade dos Leões no Instagram e no Facebook: há muita coisa a acontecer por lá.

Se por acaso o conteúdo deste texto te agradar não deixes de o partilhar com familiares e amigos. 

 

 

Sab | 14.09.19

Crónicas sobre Ele #4

Nala

Faz hoje exatamente 3 anos e 3 meses que saimos para ver o primeiro jogo de Portugal no Europeu 2016. 

Estivemos tão atentos ao jogo que nem vimos o penalty falhado do Quaresma! Entretanto já vimos juntos Portugal ganhar o Europeu e a Eurovisão... e tantas outras coisas boas! E mesmo as menos boas que serviram como aprendizagens e bases sólidas para contruir um caminho comum. 

Em Junho de 2016 começou esta história... mas o melhor, estou certa disso, ainda está para vir! 

Parabéns a nós! 

DSC_0495.JPG

Não te esqueças de acompanhar as Crónicas da Cidade dos Leões no Instagram e no Facebook: há muita coisa a acontecer por lá.

Se por acaso o conteúdo deste texto te agradar não deixes de o partilhar com familiares e amigos. 

 

Sex | 13.09.19

Follow Friday # Na Sombra da Luz

Nala

Se há autor e blog com o qual me sinto em "falta" por ainda não o ter destacado é o Na Sombra da Luz, da querida MJP. 

Ela faz-nos sonhar com as suas fotos maravilhosas, as paisagens incríveis e a sua sensibilidade e simpatia incomparáveis. 

São olhos assim, que procuram e reconhecem a beleza nas pequenas coisas que têm o poder de nos inspirar. E se vocês por aí procuram inspiração, sensibilidade e muita cor então passem por lá que ficam (muito) bem servidos! 

 

Qui | 12.09.19

Foco, força e fé!

Porque definir objetivos não basta!

Nala

Num dos último post falei-vos de como era importante transformar os nossos sonhos em objetivos e de como esse processo os tornaria muito mais facilmente atingíveis. 

No entanto, e como todos nós sabemos, nada nos cairá nas mãos sem que nos esforcemos um bocado. Pode acontecer mas é pouco provável. E é por isso que vos trago hoje um outro post onde vos falo de três pré-requisitos para que os nossos objetivos sejam realizáveis. 

São eles foco, força e fé! 

Por foco entende-se a capacidade de colocar todas a nossa atenção e energia na realização dos objetivos. Haverão decisões a tomar, tentações a acontecer e sobretudo "caminhos a trilhar" e sem foco perderemos rapidamente o rumo.

Ter foco no entanto exige disciplina e resiliência, exige capacidade de aprender com os próprios erros e avançar com precaução mas sem hesitar. 

A força neste caso resume-se à força de vontade. Por ela entende-se o facto de estarmos dispostos a dar o nosso melhor e a escolher umas coisas por outras. Sem força de vontade o foco é facilmente "apagado" e seremos incapazes de prosseguir. 

Por fim vêm a fé. A fé é a nossa capacidade de acreditar nas nossas forças e de aceitar que a vida está do nosso lado, independentemente das vezes que nos mete à prova. Ter fé permite-nos ter esperança no futuro e sobretudo ter uma grande capacidade de acreditar que "depois da tempestade vêm a bonança". 

Podes definir perfeitamente os teus objetivos mas se na tua cabeça e no teu coração estas três coisas não estiverem bem definidas eles não deixaram o papel e se tornaram realidade. Até pode acontecer mas será muito mais difícil. 

Nunca te esqueças de que mudar não é fácil e, por cada objetivo que estabeleces para ti próprio estás forçosamente a dar-te um abanão e a sair de um ponto A para um ponto B.

Por isso Foco, Força e Fé serão as tuas melhores armas. 

thomas-griesbeck-9WWQWYmHBCk-unsplash.jpgPhoto by Thomas Griesbeck on Unsplash

Queres dar a tua contribuição para os próximos posts do blog? Passa pela página de Facebook e ajuda-me a escolher o tema que vou abordar no próximo Domingo!

Não te esqueças de acompanhar as Crónicas da Cidade dos Leões no Instagram e no Facebook: há muita coisa a acontecer por lá.

Se por acaso o conteúdo deste texto te agradar não deixes de o partilhar com familiares e amigos. 

 

Ter | 10.09.19

Rotinas: Os prós e os Contras

Reflexão sobre a sua (real) importância...

Nala

Hoje trago-vos um tema que está muito em voga, especialmente nas áreas do desenvolvimento pessoal e da auto-ajuda: as rotinas

Segundo o dicionário da língua portuguesa uma rotina é o hábito de fazer uma coisa sempre da mesma forma. 

Se há uns anos atrás todos nós fugíamos da rotina a "sete pés" e esta era vista como algo de muito negativo, hoje em dia ter "rotinas" é visto como de fundamental nas nossas vidas e no nosso bem estar, sendo que, em muitos livros de desenvolvimento pessoal somos considerados pouco "saudáveis" e infelizes se não tivermos rotinas.

Para confirmarem esta afirmação basta fazerem uma pequena pesquisa e ficaram de boca aberta com a quantidade de livros e de influencers que defendem as "rotinas" como um dogma da felicidade. 

Hoje proponho-vos uma reflexão sobre a rotina, e as "rotinas" que apareceram no mercado nestes últimos anos, com os seus prós e contras. 

Ter hábitos rotineiros é, de facto, importante nas nossas vidas. De um lado porque nos permite sentir segurança e controlo na nossa vida, por outro porque nos dá conforto e nos permite economizar tempo e energia. Em alguns casos as "rotinas", a que eu prefiro chamar "rituais" para fazer antes de dormir ou para começar bem o dia podem mesmo ser prazerosas. 

Se ter rotinas e rituais que nos fazem bem é importante e até saudável não podemos esquecer a outra face da medalha e o facto de, por vezes, precisarmos de sair dessa mesma rotina. 

As rotinas, especialmente quando estão ligadas à nossa ocupação diária ou às tarefas domésticas podem ser rapidamente percebidas por nós como aborrecidas e repetitivas.

Quer queiramos quer não precisamos de algum desafio e de estímulos diferentes para não nos sentirmos estagnados.

Claro que esta sensação de "ficar parado no tempo" varia de pessoa para pessoa, eu por exemplo canso-me facilmente de uma tarefa enquanto há pessoas que procuram a perfeição e só se vão "aborrecer" quando atingirem esse patamar. 

Mas a verdade é que todos, sem exceção, precisamos de "cortar" com os nossos hábitos diários, daí a importância das férias e dos fins de semana. 

As "fugas à rotina", mesmo no dia a dia, são também defendidas por vários autores que chegam a sugerir que esta pode ser uma ótima forma de melhorar o nosso bem estar. As proposições para implantarmos pequenas mudanças no nosso quotidiano são facilmente aplicáveis e muito simples como é o caso de alterar o pequeno almoço habitual ou fazer um caminho diferente para ir trabalhar. 

Portanto, e em jeito de conclusão, acho que as rotinas são importantes na nossa vida e alguns dos nossos "rituais" transmitem-nos mesmo uma sensação de conforto e bem estar inigualável. Eu própria me criei pequenos rituais da manhã e da noite que partilharei com todo o gosto convosco se isso vos interessar. 

Aquilo que me parece importante é que, para que as rotinas se tornem prazerosas e não entediantes, é importante procurar novos estímulos, como visitar um local novo, ler algo diferente ou pedir um chocolate quente em vez de um café, se te apetecer. A ideia é trazer pequenas lufadas de ar fresco para a nossa vida e não repeti-la até ela deixar de ter sentido.  

E agora digam-me vocês: gostam ou não gostam de rotina? Quais são as vossas formas de lhe "escapar"?

olena-sergienko-dIMJWLx1YbE-unsplash.jpg

Photo by Olena Sergienko on Unsplash

Queres dar a tua contribuição para os próximos posts do blog? Passa pela página de Facebook e ajuda-me a escolher o tema que vou abordar no próximo Domingo!

Não te esqueças de acompanhar as Crónicas da Cidade dos Leões no Instagram e no Facebook: há muita coisa a acontecer por lá.

Se por acaso o conteúdo deste texto te agradar não deixes de o partilhar com familiares e amigos. 

Seg | 09.09.19

Pequenos Prazeres #6

Nala

Um fim de semana entre amigos, com muitas gargalhadas, jogos, conversas e esperança no futuro! 

Há lá coisa melhor?!

simon-maage-tXiMrX3Gc-g-unsplash.jpgPhoto by Simon Maage on Unsplash
Queres dar a tua contribuição para os próximos posts do blog? Passa pela página de Facebook e ajuda-me a escolher o tema que vou abordar no próximo Domingo!

Não te esqueças de acompanhar as Crónicas da Cidade dos Leões no Instagram e no Facebook: há muita coisa a acontecer por lá.

Se por acaso o conteúdo deste texto te agradar não deixes de o partilhar com familiares e amigos. 

Dom | 08.09.19

Hakuna Matata

... Ou como às vezes temos de assumir responsabilidades!

Nala

Fui recentemente ao cinema ver "O Rei Leão". Como já devem ter percebido pelo nome com que assino os posts é "o" meu filme de animação de sempre. 

Se adoro a Nala e o Simba, o Timon e o Pumba e o seu "Hakuna Matata" são os meus personagens preferidos. 

Aquela ideia da vida despreocupada, de adolescente, sem grandes preocupações sem ser desfrutar é tentadora, não é? Pois... quem nunca desejou ver passar os seus dias num oásis a divertir-se e a comer, como se de umas grandes férias se tratasse?!

Acho que o "Hakuna Matata" é um bom lema de vida, ele é importante para a nossa estabilidade, para que possamos descansar e recuperar forças para o que ai vêm.

Mas, a verdade é que não pudemos viver constantemente neste espírito de "Hakuna Matata" pois não? A não ser que não o nosso objetivo de vida seja exatamente esse de viver como um eterno adolescente. 

E entretanto dei por mim a ver o filme e a refletir na forma como a nossa vida é feita de Hakuna Matata (no mau sentido, claro).

Hoje em dia é quase normal ouvir as pessoas a queixarem-se de tudo e mais alguma coisa. Fazer uma crítica é quase impensável pois daí vai resultar uma espécie de "trauma emocional". Mostrar a alguém que está errado é a mesma coisa que ter de ouvir que "cada um pode dizer o que quer".

No fundo passamos a nossa vida a ter de ter cuidado com o que dizemos pois frustração, desconforto e falha são temas absolutamente "Tabu" nos dias que correm. 

Se acham que estou a pintar o quadro demasiado negro olhem à vossa volta. e façam uma pequena análise de quem vos rodeia. 

Este mês dediquei o blog a temas como conquista de objetivos, definição de prioridades, vencer os nossos medos... em resumo: Assumir a Responsabilidade da nossa vida. 

E para que isso aconteça pelo temos de sair desse "Hakuna Matata" permanente em que nos encontramos e assumir definitivamente o nosso lugar na sociedade, na nossa família e, mais importante que tudo, na nossa própria vida. 

Temos de parar de nos desculpar constantemente com a preguiça, a sorte ou a falta de oportunidades ou "cunhas". Se é fácil? Não é nada fácil, dói para caraças. Se temos todos as mesmas oportunidades? É claro que não! A vida não é justa e todos sabemos disso.

Mas sinceramente serve de alguma coisa espalharmos essa injustiça aos quatro ventos em vez de tentarmos fazer alguma coisa para mudar a nossa sorte?!

Não te digo que seguindo exatamente aquilo que escrevi nos posts anteriores atingirás a tua vida de sonho. Esse trabalho é teu e só teu. E ainda para mais existem coisas que nunca conseguirás atingir e, por vezes, até vais descobrir que nem era assim tão importante. 

Mas podes ter a certeza que quanto mais assumires a responsabilidade da tua vida em mãos e mais trouxeres os teus valores e as tuas capacidades para a melhorar, mais conseguirás ter uma vida da qual te orgulharás. 

Portanto deixa-te de cenas, guarda o Hakuna Matata dentro do teu coração, e faz como o Simba. E ainda acrescento uma pequena coisa para reflexão: "Há muita gente má no Mundo, mas o mais grave são todas as pessoas boas que não mexem uma palha e que deixam o mal se espalhar!" 

Por isso responsabilidade é precisa, e já! 

Não te esqueças de acompanhar as Crónicas da Cidade dos Leões no Instagram e no Facebook: há muita coisa a acontecer por lá.

Se por acaso o conteúdo deste texto te agradar não deixes de o partilhar com familiares e amigos.