Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Crónicas da Cidade dos Leões

Um blog que adora partilhar dicas e reflexões sobre lifestyle, descobertas e organização. Sejam Bem Vindos!

Crónicas da Cidade dos Leões

Um blog que adora partilhar dicas e reflexões sobre lifestyle, descobertas e organização. Sejam Bem Vindos!

Qui | 11.02.21

10 Programas de entretenimento dos anos 90, que eu adorava!

Nala

Não sei se é da mansidão do mês de Fevereiro mas tenho-me deixado levar, a valer, pelas minhas recordações. Decidi partilha-las convosco porque não devo ser a única a já não poder ouvir falar no nome do bicho "cujo nome não deve ser pronunciado" e porque espero poder deixar-vos com um sorriso nos lábios e, quiçá, vos fazer relembrar tantas recordações felizes. 

Se aqui há uns dias vos propus um post sobre cinco dos meus doces preferidos em criança hoje falo-vos de televisão.

(Sim, sim... os nossos pais andavam no limite dos maus tratos infantis por esta altura (Pai, Mãe... sei que são leitores assíduos deste espaço e garanto-vos que estou só a brincar... aliás vocês sabem que eu vos adoro! )). 

 

Então convido-vos a entrar nesta máquina do tempo e vamos lá até à televisão dos anos 90! 

 

- Jogos Sem Fronteiras:

E não podia deixar de começar esta lista por um clássico dos clássicos.

Os Jogos sem Fronteiras eram um programa estival muito no formato de Jogos Olímpicos onde os países concorrentes tinham de ganhar provas e acumular pontos. Os apresentadores de serviço nos anos 90 eram Eládio Clímaco e Fialho Gouveia.

Cada emissão contava com equipas provenientes de cidades diferentes de cada pais representado. Os países eram todos europeus exceto em 1992 onde houve uma participação da Tunísia. 

Este programa, inicialmente pensado pelo General Charles de Gaulle, foi criado em 1965 e a primeira participação portuguesa deu-se entre 1979 e 1982 com um interregno de alguns anos até nova participação entre 1988 e 1998.

Em 2007 a European Broadcasting Union anunciou uma nova edição do programa mas devido à crise económica de 2007 e 2008 essa edição nunca viu a luz do dia. 

O nosso país contou com 15 participações no total e dessas cinco foram vitórias. O único país que teve uma prestação melhor que a nossa foi a Alemanha (16 participações com 6 vitórias). 

- Chuva de Estrelas:

Passamos agora à estação de Carnaxide que nos apresentou alguns dos mais memoráveis programas de sempre da televisão portuguesa. 

O primeiro de que me lembro foi o Chuva de Estrelas, que contou também com um formato infantil a que se deu o nome de Mini-Chuva de Estrelas.

Este programa teve a sua estreia em 1993 com a apresentação da querida Catarina Furtado e foi ganha nada mais nada menos do que pela talentosa Sara Tavares. 

Deste programa saíram ainda outros nomes bem conhecidos do panorama nacional como é o caso de João Pedro País, João Portugal (ex-Excesso) ou Sofia Lisboa (ex Silence 4). 

- O Juiz Decide:

Este programa era aquele que estava a dar quando chegava da escola e é daí que guardo a memória. 

Ele foi campeão de audiências entre 1994 e Setembro de 2001 e contava com um Juiz (Ricardo Velho) que julgava os casos e a apresentação ficava a cargo de Eduarda Maio. 

Inicialmente este programa tinha como pretensão ser composto de casos reais com pessoas reais mas, pelo facto de que aqueles que perdiam as causas se recusarem a assinar a autorização de direitos televisivos, foi rapidamente substituído por casos fictícios. 

- Ponto de Encontro:

Outro programa que me lembro bem, especialmente pela voz doce do apresentador Henrique Mendes e pelo fato das pessoas se materializarem em palco (as crianças encantam-se com pouco). 

A ideia deste programa, que estreou em 1994 e manteve-se no ar até 2002, era voltar a reunir pessoas que separadas por razões políticas e/ou sociais. 

- All You Need is Love:

Este programa que se manteve no ar entre 1994 e 1997 e que foi inicialmente apresentado por Lídia Franco e de seguida por Fátima Lopes (e que coincidiu com a grande revelação desta última na televisão portuguesa) tinha como objetivo provocar encontros ou reencontros entre pessoas que não conseguiam encontrar a sua cara metade ou que, pelas mais diversas razões, tinham perdido o contato. 

 

- Big Show Sic:

Este foi o programa que apresentou João Baião, até então um ator da companhia de Filipe La Féria, ao grande público. 

Este programa semanal que teve a sua estreia em 1994 foi criado por Ediberto Lima e pretendia dar voz aos cantores de música popular (pimba para os amigos) na televisão. 

Este programa que contava com um grupo de bailarinas exuberantes e com um macaco Adriano de seu nome e contava com concursos, rábulas e muita música. 

De todas as frases que podemos recordar com carinho o célebre "Dona Albertina pode ir agora fazer o seu xixizinho" é provavelmente das mais engraçadas. 

 

- Top +:

Este programa era a nossa companhia dos Sábados à tarde depois do noticiário da uma. Apresentado inicialmente por Catarina Furtado, dava-nos a conhecer os tops de vendas de discos em Portugal, em colaboração com a Associação Fonográfica Portuguesa.

Este programa foi descontinuado em 2012 após 16 anos de existência já sob a apresentação de Francisco Mendes e Isabel Figueira. 

 

- Ai Os Homens!

Este programa, que se manteve em cena entre 1996 e 1998, era um concurso exclusivamente masculino cujo júri do sexo feminino pois claro, levava à vitória o concorrente mais bonito, mais sexy e mais divertido do programa. 

Entre os splashs na piscina e o striptease da prova final o conteúdo era hilariante. 

 

- Buereré: 

Visto que este post é sobre os programas que vi-a na minha infância faltavam cá os programas infantis. 

Começo com o Buereré apresentado por uma Ana Malhoa muito mais jovem e com um estilo diferente do que tem hoje em dia. 

Este programa lançado em 1994 foi um tal sucesso de audiências que rapidamente se criou uma nova versão especial para as manhãs de fim de semana e à qual se deu o nome de Super Buereré

Dele faziam parte vários convidados, especialmente musicais, e muitas personagens "residentes" como a Vaca Ré-re e o Boi Ré-ré e o Sapo Filipe entre outros. 

- Batatoon: 

Para acabar em beleza no que a programas infantis diz respeito era impossível não falarmos deste programa criado em 1998 e que tinha como objetivo fazer uma mistura entre cenas de circo, desenhos animados e concursos e era apresentado pelos palhaços Batatinha (António Branco) e Companhia (Paulo Guilherme). 

Esta dupla, que já tinha apresentado anteriormente, o programa Circo da Alegria (1992) na RTP e Vamos ao Circo (1994-1997) na TVI, acabou por se zangar em direto o que ditou o fim do programa em 2002.

Batatinha voltou à cena em 2006 com um novo formato de Batatoon mas desta vez a solo.

Com o fim definitivo do programa a marca Batatoon passou a estar ligada a um circo de atrações cujo anfitrião ainda é António Branco. 

De todas as coisas que este programa nos deixou na memória o "Comando na mão e carrega no botão" e os parabéns são os mais marcantes. 

 

E esta viagem pelo tempo trouxe-vos boas recordações? Lembram-se destes programas? E que outros vocês gostavam de ver? 

Fico à espera da vossa resposta nos comentários e até lá um grande beijinho e até ao próximo post!

Não te esqueças de acompanhar as Crónicas da Cidade dos Leões no Instagram e no Facebook: há muita coisa a acontecer por lá.

Se por acaso o conteúdo deste texto te agradar não deixes de o partilhar com familiares e amigos.

 

 

 

 

 

10 comentários

Comentar post