Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Crónicas da Cidade dos Leões

Um blog que adora partilhar dicas e reflexões sobre lifestyle, descobertas e organização. Sejam Bem Vindos!

Crónicas da Cidade dos Leões

Um blog que adora partilhar dicas e reflexões sobre lifestyle, descobertas e organização. Sejam Bem Vindos!

Receitas da Nala #Bolo Mármore

Um dos meus desejos para este ano é aprender mais sobre doçaria. 

Para mim a doçaria, e especialmente os bolos, sabem-me a Domingo à tarde, a frio de Inverno e à partilha de bons momentos em família. É como se o doce torna-se os momentos ainda mais especiais (sobretudo porque são excepcionais). 

Para além de que há lá algo mais elegante e reconfortante do que um belo bolo caseiro e uma chávena de chá? Eu não encontro... 

E de todos os bolos mais ou menos tradicionais que fazem parte do meu imaginário está o "Bolo Mármore" e o facto de se misturar tão bem em todos os ambientes. 

Encontrei esta receita no blog "C'est moi qui l'ai fait" e admito que ficou delicioso! 

Ingredientes: 

  • 4 Ovos
  • 230g de açucar (pessoalmente prefiro reduzir para 200g e juntar uma saqueta de açucar baunilhado na massa branca)
  • 120g de natas
  • 220g de farinha
  • 120g de manteiga derretida
  • 100g de chocolate preto
  • Fermento químico (duas colheres de café)

 

Preparação: 

  1.  Em primeiro lugar batem-se dois ovos com metade do açucar numa saladeira e os restantes ovos e açucar numa segunda; 
  2. Em cada uma das saladeiras juntar metade das natas e continuar a bater. Fazer a mesma coisa com a farinha e o fermento químico (metade para cada lado); 
  3. Derreter a manteiga e juntar metade a cada uma das partes e mexer tudo muito bem. 
  4. Derreter o chocolate e juntar a uma das massas. Pessoalmente (e por já ter testado várias receitas de bolo mármore) gosto de juntar uma saqueta de açucar baunilhado à outra massa. 
  5. Untar a forma e colocar o preparado em camadas: branca, chocolate, branca e chocolate. Alisar entre cada camada. 
  6. Levar ao forno aquecido a 165º e deixar cozer por 50 minutos (tempo aproximado). 

Espero que gostem e que este bolinho vos acompanhe em muitos e bons momentos! E já agora não se esqueçam de deixar em comentários se estas minhas experiências culinárias vos interessam. 

Um grande beijinho e até ao próximo post!

327175506_1179448949630039_717768799638974839_n.jp

 

Mulheres que me inspiram

Escolhi recentemente a minha "palavra do ano" e para mim este será o ano da inspiração.

É importante inspirar e ser inspirado e as redes sociais, apesar de toda os perigos que conhecemos ao seu uso abusivo, podem ser boas ajudas para procurar essa inspiração, nomeadamente quando escolhemos quem e como nós deixamos influênciar. Assim façamos um uso dela a nosso favor e não contra nós!

Hoje trago-vos uma lista de mulheres que me fazem ter vontade de ser melhor. Porque transmitem autoconfiança, segurança, feminilidade, elegância e outras características que aspiro para mim mesma.

Espero que apreciem esta minha lista e que se deixem também vocês influenciar por elas, se isso for conveniente para vós, claro está!

 

- Princesa de Gales:

Sou "team Kate" até à ponta dos cabelos e a atual Princesa de Gales é o meu exemplo de mulher a seguir.

Kate inspira-me pela sua elegância e adequação. Pela perfeita gestão da sua imagem, nem demasiado austera nem demasiado popular e pela excelência com que gere as suas emoções em público.

1428149444.jpeg

 

- Tânia Ribas de Oliveira:

A apresentadora da RTP é a única portuguesa da lista e tem uma vida mais parecida com a maioria de nós.

A Tânia encanta-me pelo sorriso fácil e aberto, a doçura que transmite e a ligação emotiva aos outros e à família. De todas elas é também aquela que mais me inspira nas escolhas de looks.

tania-ribas-de-oliveira-850x1063.jpg

 

- Vitória Portes:

Este mulherão é uma Blogger de imagem brasileira especializada em moda.

Posso dizer que adotei uma boa parte dos seus conselhos seja em matéria de moda como de comportamento.

Mas o que realmente me fascina em Vitória é a capacidade única que tem de admitir a importância do esforço e do trabalho: seja para ser famosa na internet, seja para se ser realmente a pessoa que se quer ser. 

b0079eb9073ab9f86b6cac08bac80f72.jpg

 

- Rainha Elisabete II:

A defunta Rainha de Inglaterra continua a ser uma legenda do nosso tempo.

Mais uma mulher para quem o trabalho era a fonte do sucesso mas que ficou sobretudo conhecida pela sua descrição e pelo seu sentido de transmitir aos outros o que lhe foi transmitido a ela própria. 

A rainha foi também um exemplo vivo do famoso "never complain, never explain" tal como deixado em legado pela Rainha Vitória e a verdade é que em muitos anos de reinado contam-se pelos dedos os seus deslizes.

Fc9-RcUXgAEgljY.jpeg

 

Grace do Mónaco: Modelo de elegância indiscutível também é pela forma inteligente como abraçou o seu papel de esposa do chefe de estado do Mónaco e o trabalho que desenvolveu para o conseguir (entre outras coisas Grace aprendeu francês em três meses... É obra, não?)

Grace_Kelly_1956.jpg

 

Romy Schneider: Para mim expoente máximo de beleza e classe, esta atriz alemã tornou-se numa das maiores estrelas do cinema europeu, especialmente em França, na Itália e com os seus filmes de estreia no papel da jovem Sissi, a jovem Imperatriz Elisabete de Áustria e cuja interpretação faz até os mais apaixonados historiadores se esquecem de todo o lado negro da verdadeiro imperatriz.

fit.jpg

E por aí, quais são os vossos ídolos femininos? Um post do mesmo género mas com as minhas inspirações masculinas também vos poderia interessar? 

Um grande beijinho e até ao próximo post.

 

5 ideias para os dias de chuva

Este Inverno parece que nos trouxe a chuva que tanto nos faltava. Mas se a chuva é importante não é raro não apreciarmos particularmente estes dias, sobretudo quando achamos que não há nada para fazer. 

A verdade é que todos os dias tem o seu quê de beleza e de ocupações e é sobre isso que vos quero falar hoje: de cinco tipos de atividades a fazer em dias de chuva. 

Claro que nem todas são acessíveis tão facilmente a todas as pessoas as carteiras mais pequenas e o locais mais escondidos podem encontrar coisas para fazer, talvez tenham de procurar mais, ou "sair da zona de conforto" ou adaptar as atividades... Mas o que é importante é aproveitar estes momentos a solo, em família ou com os amigos.

Preparados?

- Leitura, filmes-culto: Todos temos aquela listinha de filmes a ler ou de filmes a ver. E se aproveitassemos esses dias mais tristonhos para nos dedicarmos a essa atividade. 

Ela pode permitir-nos passar um bom momento e ainda aumentará a nossa cultura geral e o custo pode ser relativamente baixo já que, quer em bibliotecas e mediatecas quer online, muitas obras de arte clássicas estão disponíveis gratuitamente e de forma completamente legal. 

 

- Um café diferente:

Não é porque chove que temos de ter vontade de ficar em casa e conhecer um novo café ou salão de chá (ou revisitar um que já conhecemos) pode ser uma excelente opção para uma tarde chuvosa. Ainda para mais um lanche ficará sempre mais barato do que um almoço ou jantar. 

Também podemos sempre recriar algumas receitas de coffeeshop ou de doçaria em casa e desfrutar da companhia dos nossos.

 

- Visitar uma exposição, assistir a um espectáculo... 

Há quanto tempo não visitas um museu ou vais a um espectáculo? Em família esta pode ser uma excelente opção que necessita de organização e de alguma disponibilidade mas que pode ser possível.

E mesmo em meios mais pequenos se encontra pequenas coisas a fazer é mais difícil e pode parecer menos interessante à primeira vista mas é uma opção a explorar.

 

- "Torneio" de jogos de sociedade:

Os dias de chuva podem ser uma excelente ocasião para pegar nos antigos jogos de sociedade e organizar um verdadeiro torneio em família ou com amigos.

 

- Dormir a sesta:

Dias de chuva são ocasiões de ouro para dormir a sesta. E com um miúdo pequeno em casa estes momentos são verdadeiramente apreciados por aqui. Por isso nada de culpas de se dedicar um pouco ao não fazer nada. A nossa energia, assim como a nossa imaginação e humor agradecem estes momentos.

E por aí quais os melhores programas para os dias de chuva? 

Um grande beijinho e até ao próximo post! 

photo-1597739239353-50270a473397.jpeg

Foto Danielle Colluci para unsplash.com

 

5 Coisas de 2022... E 5 para 2023

2022 não foi um ano fácil mas ainda trouxe algumas coisas boas. 

Trouxe aprendizagens e uma das mais importantes foi que ter "liberdade" não é apenas fazer o que se quer mas implica também assumir e respeitar as responsabilidades que essas escolhas nos trouxeram.

Também aprendi que a paciência é fundamental e que o "eu sou assim" não é razão para descarregar o mau humor nos outros. Ninguém tem sempre razão e ninguém e sempre culpado.

Por outro lado 2022 fez-me redescobrir um prazer enorme em fazer bolos e a vê-los ser apreciados pelos meus. Também me trouxe uma serenidade e uma confiança no meu papel de mãe que é não só agradável como motivante.

Por fim 2022 ensinou-me que a resiliência é difícil mas que desistir nem sempre é a solução. 

Posto isto e com a bagagem que adquiri o ano passado estabeleci como votos para 2023:

- Aprender a falar menos, porque uma "grande boca" não ajuda ninguém e eu tenho esse grande defeito de falar demais;

- Ouvir mais porque uma coisa vai com a outra; 

- Cozinhar mais e se possível aprender mais de doçaria;

- Continuar a decoração da minha casa;

- Focar-me mais no positivo do que no negativo. Porque tenho uma vida rica, apesar de imperfeita, e tantas vezes teimo só em ver o negativo...

E por aí quais foram as melhores aprendizagens de 2022? E os projetos para 2023? 

Um grande beijinho e bom ano!

photo-1672256019862-11397fbf0c10.jpeg

https://unsplash.com/photos/HSNOaOtWIrs?utm_source=unsplash&utm_medium=referral&utm_content=creditShareLink

Uma árvore de Natal mágica - Contos de Natal 2022

Era uma vez um menino chamado Rafael. Ele era um menino muito inteligente, curioso, sensível e gentil.

Um dia, enquanto brincava no quintal do bisavô José, o Rafael encontrou uma caixa cheia de estrelas. Essas estrelas tinham pouco brilho, talvez porque estavam cansadas, sujas e velhas.

O menino não percebeu inicialmente para que serviam aquelas estrelas mas sentiu que elas eram muito especiais e pegou na caixa e correu até ao pé da mãe. 

- Mamã, Mamã! Encontrei esta caixa cheia de estrelas. São tão bonitas! Sabes para que serve?

A mãe, com lágrimas nos olhos e aquele sorriso típico da nostalgia, sorriu e respondeu:

- Quando eu era pequena o bisavô José enfeitava sempre uma árvore no quintal. Essas estrelas eram os seus enfeites e elas brilhavam tanto mas tanto... E todos os vizinhos vinham vê-la. E quando os meninos pediam desejos eles eram normalmente atendidos desde que os seus corações estivessem cheios de Amor.

No entanto esta árvore de Natal já não era feita há alguns anos... Desde o momento em que a estrela mais brilhante lá de casa deixou de brilhar.

O Rafael, encantado com a história propôs:

- e se fizéssemos a árvore de Natal mágica? Assim podíamos voltar a aquecer o coração daqueles que passam aqui pela rua e que tanto precisam de luz nestas noites frias.

A mãe parou para pensar. As saudades as vezes doem mas são, no entanto, o preço a pagar por termos vivido momentos tão bons e sido acarinhados por pessoas tão especiais. E será que não é repetindo os gestos e as tradições de outrora nos fizeram tão felizes que mantemos vivos aqueles que já cá não estão tanto na nossa memória como no nosso coração?

E assim, depois desta reflexão, a mãe desafiou o bisavô José e o avô Antônio a voltar a fazer a árvore de Natal mágica.

E todos três, acompanhados pelo pequeno Rafael, assistiram a todas as pessoas que, naquele frio Dezembro, passavam ali à porta e ficavam com um sorriso nos lábios e o coração tão quentinho que parecia que tinham um fogo a arder no peito. 

E quanto mais os dias passavam e mais nos aproximavámos do Natal mais as estrelinhas da árvore brilhavam. E lá em cima no céu uma estrela brilhava ainda mais.

 

Nunca escrevi um conto de Natal tão cedo mas também nunca demorei tanto tempo a publicá-lo. Mas mais vale tarde do que nunca e aqui está a minha participação no Desafio dos Contos de Natal que a Isabel tão bem anima e que já fazem tão parte do meu Natal. Um grande beijinho de Boas festas, um excelente 2023 e nunca se esqueçam que o Natal é quando nós quisermos e começa sobretudo no nosso coração.

photo-1612979168796-bcae1575b8c5.jpeg

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub